PUB

Política

Grupo Praia tem como prioridade definir o conceito e as balizas de governação

A principal prioridade do Grupo Praia em Estatísticas de Governança, Paz e Segurança, no momento, é definir o conceito e as balizas de governação. Quem o diz é o presidente do Instituto Nacional de Estatísticas (INE), António Duarte, que falava, esta quarta-feira, aos jornalistas durante o primeiro dia do encontro do grupo que reuniu participantes de diversos países.
“Pretendemos fazer um diagnóstico. Hoje teremos apresentação dos cerca de 40 participantes e a partir daí vamos ficar a saber o que cada país e cada organismo internacional está a fazer, qual a abordagem e metodologia que está a usar, para podemos ver também as diferenças. Amanhã vamos discutir ideias para o roteiro, e depois no último dia vamos fixar as prioridades”, disse.
Não menos importante, António Duarte salientou que também uma grande preocupação do grupo a ser discutido durante o encontro, tem a ver com a criação de um secretariado, coisa que, segundo ele, não existe a nível dos outros cinco grupos.
“Queremos ter um secretariado, precisamente, para apoiar Cabo Verde, dentro do Grupo Praia, no cumprimento da sua missão e durante essa reunião vamos discutir o seu papel. Nós temos o Paris 21, o alto comissariado para os direitos humanos, o PNUD, o BAD e o INE de Cabo Verde que são as instituições que vão ter a responsabilidade de secretariar todas as actividades do Grupo Praia até 2020”, explicou o presidente do INE.
Para a coordenadora residente da ONU em Cabo Verde, Ulrica Richardson, “Cabo Verde, país que tem credibilidade e agora também uma liderança, tem sido muito activo e proactivo na criação desse grupo”.
Ulrica Richardson explica que o papel desse grupo é construir um sistema com um conjunto de indicadores que possam medir o progresso no contexto de governança, paz e segurança que são os três elementos fundamentais à nova estrutura pós 2015 no desenvolvimento sustentável.
A coordenadora da ONU em Cabo Verde garantiu que o país tem as capacidades necessárias para ter um grupo muito forte, com bons resultados e que estando inserido dentro do contexto da Comissão das Nações Unidas para as estatísticas, o Grupo Praia, obviamente, pode contar sempre com o apoio da comissão.
Para o Primeiro-Ministro de Cabo Verde, José Maria Neves, este encontro é uma prova da credibilidade do país e das suas instituições, aliado ao facto de Cabo Verde estar preste a concluir todos os objetivos do desenvolvimento do milénio e também as metas associadas a esses objetivos.
“Neste momento estamos preocupados com os objetivos do desenvolvimento sustentável e com a agenda após 2015. A África está a preparar a agenda África 2063 e temos de poder preocuparmos com os dados estatísticos, com o rigor do seu tratamento, a transparência na sua publicação, de modo que os decisores públicos, os governantes, toda sociedade política, civil e os cidadãos tenham elementos não só para formular as melhores decisões mas, sobretudo, para controlar o exercício do poder e visualizar a dinâmica de crescimento e desenvolvimento de qualquer país”, explicou JMN.
O Grupo Praia, uma plataforma de peritos estatísticos, liderado pelo INE, foi aprovado no dia cinco de Março deste ano, durante a 46ª Comissão de Estatísticas das Nações Unidas, que teve lugar em Nova York. O primeiro encontro oficial do grupo que iniciou hoje vai até a sexta-feira, 19 de Junho.
JN

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top