PUB

Sociedade

Cardeal D. Arlindo recebido com cânticos no aeroporto da Praia

O Cardeal de Cabo Verde, D. Arlindo Gomes Furtado, foi recebido na madrugada de hoje, no aeroporto da Praia, por fiéis católicos que o acompanharam à sua residência com cânticos de júbilo.
O vigário-geral da Diocese de Santiago, padre João Augusto, proferiu um discurso de boas-vindas em que destacou o facto de a Igreja em Cabo Verde ter sido considerada “capaz de participar com responsabilidade maior, da que tem tido até agora, no governo da Igreja em todo o mundo”.
Para o padre João Augusto, “D. Arlindo é uma reserva moral para todos os cabo-verdianos”, pelo que considera natural que ele tenha sido “considerado digno de receber a dignidade cardinalícia por ter sido um Pastor próximo das suas ovelhas, que chama todos ao trabalho e encoraja-os a fazerem a sua parte”.
Tal como o padre João Augusto, o Cardeal D. Arlindo considerou que este é um acontecimento histórico para a Igreja em Cabo Verde, que “não é fruto do acaso, mas uma fase de uma longa história do nosso povo, desde a origem da igreja” nestas ilhas.
“É tudo fruto de um povo que cresce e, por isso, assumimos de mãos dadas esta responsabilidade e esta confiança, e nos alegramos pelo reconhecimento que o Papa e a Igreja nos fazem” disse D. Arlindo Furtado, destacando o facto de “um de nós estar entre os mais de 180 Cardeais vivos, apesar da pequenez do nosso país”.
Alguns dos presentes, contactados pela Inforpress, manifestaram a sua satisfação por este acontecimento que é uma “honra para a Igreja em Cabo Verde” e esperam que a Igreja “possa ser cada vez mais forte com a criação do Cardeal”.
A chegada de D. Arlindo à cidade da Praia estava inicialmente marcada para quarta-feira, mas ficou retido em Lisboa, devido a um atraso no voo Roma/Lisboa e quando chegou à capital portuguesa o voo de ligação com Cabo Verde tinha partido.
O atraso na chegada a Lisboa, que se deveu à greve dos controladores aéreos do aeroporto de Roma, impediu D. Arlindo Furtado de celebrar o início da Quaresma na sua diocese.
Fonte: Inforpress

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top