PUB

Sociedade

Comunidade católica prepara homenagem ao cardeal D. Arlindo no seu regresso do Vaticano

A comunidade católica da Praia vai prestar quarta-feira homenagem ao cardeal D. Arlindo à sua chegada de Roma onde foi investido, sábado, pelo Papa Francisco, em cerimónia especial, na cidade do Estado católico do Vaticano, na Itália.
Em declarações à Inforpress, o padre José Álvaro informou que a homenagem ao primeiro cardeal cabo-verdiano começa no aeroporto internacional Nelson Mandela.
“Contamos ter pessoas convidadas em geral, as que puderem ir ao aeroporto ou puderem se organizar de outra forma, onde um grupo representativo de padres, religiosos e leigos vai acolhê-lo na sala VIP e as pessoas que estiverem no aeroporto de carro vão acompanhá-lo até à residência oficial do cardeal, no Platô”, explicou o pároco.
De acordo com o também reitor do seminário São José, no centro histórico da Praia o recém investido cardeal de Cabo Verde será saudado pelo representante dos padres, em nome da Diocese, e dirá algumas palavras ao povo ali reunido para o primeiro acolhimento.
No domingo, 22, confirmou a realização de uma grande celebração com a participação de representantes de todas as paróquias da ilha de Santiago e muitos convidados, onde D. Arlindo será apresentado à Diocese como cardeal.
Sendo uma eucaristia dominical, a mensagem que ele vai dizer vai inclui-la na própria homilia desse dia, indicou, salientando que também haverá um gesto de saudação com imagens dele e do novo brasão em saudação ao cardeal D. Arlindo, explicou o sacerdote.
Na opinião do pároco, a escolha do bispo de Santiago para cardeal eleitor não vai mudar nada a nível da hierarquia da Igreja Católica em Cabo Verde, dado que não tem ainda nenhuma função específica no Vaticano, para onde irá sempre que for chamado pelo Papa Francisco.
Admitiu, entretanto, que a sua escolha dentre 20 novos cardeais pelo Santo Padre dará uma “maior visibilidade” ao país que, pela primeira vez, tem um cardeal, além de passar a ser mais conhecido e poder ter mais influência e contribuir para promover Cabo Verde junto de entidades e instituições dentro e fora do país.
“Do outro lado, ele também vai falar, na primeira pessoa, de Cabo Verde, desta região africana, da Conferência Episcopal de que o país faz parte e a presença dele nos fóruns internacionais e junto do Vaticano poderá tornar o país mais visível”, adiantou.
O padre José Álvaro considerou justa a escolha da Santa Sé de D. Arlindo, dentre 20 novos cardeais do mundo inteiro, sendo o mais novo de todos com 65 anos, em reconhecimento do percurso da Igreja Católica em Cabo Verde desde há já vários séculos e da vivência dos cristãos nos valores de Jesus Cristo.
Está, contudo, consciente de que terá mais responsabilidade, nomeadamente a de fazer os católicos caminharem “mais e melhor” ao encontro do Senhor e nos caminhos da fé católica.
Esta foi, aliás, a ideia defendida pelo próprio cardeal que, em entrevista à RFI, disse ter entendido a mensagem do Papa e que é missão da Igreja Católica no sentido de estimular cada cidadão e cada crente a estarem atentos, uns aos outros, e a fazerem com que a fraternidade não seja apenas um discurso bonito, mas que tenha um corpo, uma encarnação, na forma, de “nos relacionarmos, uns com os outros”.
Dom Arlindo Furtado foi investido cardeal no dia 14 de Fevereiro, no Estado do Vaticano, uma cerimónia que contou com a presença do primeiro-ministro de Cabo Verde, José Maria Neves.
Fonte: Inforpress

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top