PUB

Política

Governo desdramatiza queda de 12 lugares no ranking da liberdade de imprensa

O ministro da Presidência do Conselho de Ministro, Démis Lobo Almeida, que tutela a pasta de comunicação desvalorizou, esta sexta-feira, a descida de Cabo Verde, em 12 posições, no ranking da liberdade de imprensa afirmando que o país continua “absolutamente livre”.
“É preciso referir que Cabo Verde continua no leque dos países onde há Liberdade de Imprensa. E está numa posição muito bem considerada porque estamos a falar de um ranking que avalia 180 países. É preciso também sublinhar que o relatório deixa claro que não há qualquer intromissão dos poderes, nomeadamente públicos, no setor da comunicação social”, sublinhou.
Para Démis Lobo Almeida esta queda no ranking, onde os Repórteres Sem Fronteiras (RSF) avaliam 180 países, “tudo indica” que se trata de um “reposicionamento” em função do aumento de algum ranking, sobretudo de países ligados ao Leste da Europa, “que estavam numa posição extremamente baixa e que aumentaram o seu peso”.
“O relatório não aponta qualquer tipo de posicionamento hostil das autoridades cabo-verdianas face à imprensa. A imprensa em Cabo Verde continua a ser absolutamente livre. Não há nenhuma razão, nada aconteceu em 2014, para se dizer que foi imprimida uma restrição ao setor da comunicação social ou à liberdade de imprensa. Absolutamente nada”, advogou.
 

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top