PUB

Santiago

Santa Catarina: Reservatórios de distribuição de água para rede pública vandalizados

A rede de protecção dos principais reservatórios de distribuição de água para consumo na cidade de Assomada e arredores, situados em Gil Bispo, Cumbém, Monte Mascarenhas e Mato Baixo, foram vandalizados por indivíduos ainda não identificados. E os prejuízos estão avaliados em um milhão de escudos.
Face a gravidade de situação e risco para a saúde pública o Delegado do Serviço Autónomo de Água e Saneamento de Santa Catarina, João Silva Moreira, deu uma conferência de imprensa, está terça-feira, repudiando os tais actos e apelando à colaboração das comunidades para que estejam vigilantes e denunciem eventuais movimentações suspeitas junto dos sistemas.
De acordo com João Silva a vandalização destes sistemas vem fragilizar os mecanismos de resguardo dos depósitos e facilitar outro tipo de acção criminosa mais grave, como seja, por exemplo, a contaminação da água dos reservatórios pondo em causa a Saúde Pública e criando um clima de alarme social, que de todo o SAAS pretende evitar.
Conforme aquele responsável esta questão sensível merece engajamento de todos porque nem o Governo, nem o Município têm condições de colocar um guarda para cada sistema . Até porque Santa Catarina conta com 28 sistemas de bombagem e 65 reservatórios, circunstância que facilitou a acção dos criminosos.
O Serviço Autónomo de Água e Saneamento de Santa Catarina apela, ainda, à colaboração de todos os cidadãos que tenham informações que permitam determinar a identidade dos criminosos e de eventuais beneficiários do roubo de património público, ou seja, propriedade do povo de Santa Catarina. As denúncias deverão ser feitas pessoalmente ao Delegado ou policia nacional que, desde já, garantiu o anonimato dos denunciantes.
João Silva avança que o serviço Autónomo de Água e Saneamento já apresentou queixa junto da Polícia Nacional. Mais que paralelamente está-se a proceder com uma investigação própria, pretendendo a identificar os criminosos e levar a sua punição até às últimas consequências.
Contudo João Silva assegura que SAAS já tem em sua posse os materiais necessários à reposição das vedações e irá proceder à sua restituição nos próximos dias, ao mesmo tempo que reforçará os mecanismos de comunicação com as populações, evitando a repetição destes actos de vandalismo.
De referir que o sistema de abastecimento de água município de Santa Catarina foi financiado pelo Governo de Cabo Verde, através da cooperação francesa, no valor de 10 milhões de euros para melhorar o abastecimento de água potável e implementação de um sistema de saneamento no Município de Santa Catarina de Santiago. E foi inaugurado em Julho de 2014 pelo Primeiro Ministro José Maria Neves e o embaixador França em Cavo Verde, Philippe Barbry.

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top