PUB

Mundo

Mulheres sujeitas a violência generalizada tanto em casa como na rua

As mulheres no Egito continuam a ser vítimas de violência, tanto no espaço público, como no privado, apesar da aprovação recente de reformas, meramente «simbólicas», denunciou hoje a Amnistia Internacional.
Num relatório, que intitulou «Círculos do Inferno: Violência Doméstica, Pública e do Estado contra as Mulheres», esta organização refere que a violência vai do assédio sexual nas ruas às torturas sofridas por muitas detidas nas esquadras e prisões.
«A realidade é que as mulheres e as raparigas no Egito confrontam-se com o omnipresente espetro da violência física e sexual em todas as facetas da sua vida», lamentou a diretora adjunta do programa da Amnistia para o Médio Oriente e o Norte de África, Hasiba Hadj Sahraui.

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top