PUB

Economia

Casa do Gelo acusa IGAE de arbitrariedade

Numa nota entregue ao A NAÇÃO como “direito de resposta”, de António Medina Ruiz, gerente da Casa do Gelo (encerrada na passada sexta-feira por alegadamente produzir bebidas falsas), defende que as informações veiculadas são infundadas e falsas e acusa a IGAE de arbitrariedade.
Segundo o mesmo a IGAE (Inspecção Geral das Actividades Económicas) encerrou a fábrica num “acto de arbitrariedade, sem fundamento legal” e que agora terão de responder em Tribunal.
O mesmo acusa o A NAÇÃO de divulgar informações falsas, que coloca em cheque nome da empresa que opera no país há cinco anos.
“A Casa do Gelo efectivamente foi sujeita a uma inspecção rotineira da IGAE do qual estes recolheram amostras de bebidas alcoólicas; em nenhum momento fomos notificados da acusação de que este jornal nos imputa, e até a data de nada temos conhecimento”, escreve o gerente.
Entretanto, A NAÇÃO sabe que a fábrica encontra-se selada pela autoridade fiscal. Segundo uma fonte, quando foram feitas a deligências ninguém quis se assumir como responsável pela empresa em questão.
As tentativas de contacto da nossa reportagem com os responsáveis da dita empresa também revelaram-se infrutíferas. CG
 

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top