PUB

Política

São Vicente: PAICV divide-se em 17 delegados de Janira, 7 de Cristina e 4 de Filú

O PAICV em São Vicente reúne-se este sábado, 4, em Assembleia Regional, na qual os militantes ficarão a conhecer os nomes dos eleitos para representar a região no Congresso do partido, nos dias 24 e 25 deste mês. Em virtude dos resultados eleitorais na ilha, dos 28 delegados eleitos 17 saem da lista de apoiantes da presidente eleita, Janira Hopffer Almada, sete da de Cristina Fontes Lima e quatro da de Felisberto “Filú” Vieira. Isso sem contar os delegados natos.
A distribuição está feita, mas os dirigentes da Comissão Política Regional do PAICV em São Vicente mostraram ao longo da semana uma certa reserva e dizem que só confirmam os nomes na Assembleia deste sábado. O propósito é evitar eventuais reclamações fora do fórum próprio, assim como reduzir a hipótese de muitos deixarem de ir à Assembleia por já conhecerem a lista dos delegados escolhidos.
Seja como for, já de sabe que João do Carmo, ex-presidente da CPR de São Vicente, Helmer Fortes e tantos outros fervorosos apoiantes de JHA estão entre os delegados eleitos ao Congresso de todas as decisões. Aliás, de entre os que estiveram na equipa da presidente eleita durante a campanha, reina a expectativa de que do Carmo saia do Congresso com algum cargo na direcção do partido, embora não se arrisque um lugar.
Entretanto, nos próximos dias aguarda-se a vinda de JHA a São Vicente para discutir com alguns militantes e dirigentes locais do partido questões relacionadas com o Congresso e possíveis nomes para a Direcção Nacional.
Tratando-se de uma região importante pelo peso que tem, São Vicente será um campo em que a presidente eleita deve pisar com cautela até porque há muitos apetites aguçados para disputas como cabeça de lista nas legislativas, candidato a presidente da Câmara Municipal, mas também há muitas feridas por curar e que vêm desde a disputa em que estiveram envolvidos João do Carmo e Filomena Martins na procura do apoio do partido para se candidatar à autarquia mindelense em 2012. Naquela altura, Filomena Martins levou a melhor com forte apoio do ainda presidente do partido, José Maria Neves, mas desta vez as coisas afiguram-se diferentes e, numa eventual reedição deste braço de ferro, os pratos da balança teriam outros contrapesos.

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top