PUB

Mundo

O Gmail foi bloqueado na China

A guerra continua: a “grande muralha chinesa” bloqueou o acesso ao Gmail. A “Great Firewall” é gerida pelo governo chinês, um dos serviços mais avançados do mundo no controlo de informação.
O serviço de correio eletrónico Gmail, o mais popular em todo o mundo, foi bloqueado na China. A interdição massiva ocorreu na passada sexta-feira, após meses de interrupções intermitentes no acesso ao serviço.
O bloqueio teve origem no endereço IP (Protocolo de Internet) proveniente de Hong Kong, de onde é direcionada a esmagadora maioria dos serviços da Google para a China. Este tipo de bloqueios é usado, geralmente, por governos e organizações para controlar informação.
É longo o conflito entre a Google e o Governo chinês, que por várias vezes bloqueou o acesso a temas política e estrategicamente sensíveis — o caso mais conhecido é o das informações, notícias e imagens relacionadas com os incidentes na Praça Tiananmen. Outros serviços tais como o Twitter e o Facebook estão também interditos neste país, ao abrigo das políticas internas que gerem o acesso aos conteúdos. A “grande muralha” (Great Firewall) é um sistema poderoso gerido pelo Governo chinês que filtra o conteúdo “indesejado”, nomeadamente o difundido pelas redes sociais que, segundo as autoridades, desempenham um veículo de “propaganda anti-regime”.
De uma forma genérica, o endereço IP é um número atribuído a todas as páginas na internet e utilizado pelos computadores para comunicarem uns com os outros. Este bloqueio parece ser específico para o tráfego proveniente de Hong Kong, ou seja, os utilizadores que capazes de se ligar ao serviço por um endereço (número de IP) com origem noutro país, continuam a conseguir aceder ao Gmail.
Fonte: Obsetvador

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top