Home » Actualidades » Santa Maria: “Disputas internas no PAICV estão por trás da proposta” – Jorge Figueiredo

Santa Maria: “Disputas internas no PAICV estão por trás da proposta” – Jorge Figueiredo

O presidente da Câmara Municipal do Sal, Jorge Figueiredo, que diz ter algumas reservas em relação à criação de um segundo município na ilha

O presidente da Câmara Municipal do Sal, Jorge Figueiredo, que diz ter algumas reservas em relação à criação de um segundo município na ilha, considera que a proposta do grupo Parlamentar do PAICV para a criação do município de Santa Maria “tem a ver com as disputas internas para a liderança do PAICV”.

Ouvido esta terça-feira pela Comissão Especializada de Assuntos Jurídicos, Direitos Humanos e Comunicação Social no âmbito do projecto de lei que regula a criação do município da Santa Maria, Jorge Figueiredo considera que a ilha do Sal vai ficar numa situação ainda “mais complicada”, se for aprovado o projecto Lei que deverá ser apreciado na sessão plenária que começa no próximo dia 8.

“Neste momento não estão criadas as condições objectivas para que se crie mais um município na ilha do Sal”, afirma o autarca que considera que a criação de mais um município na ilha traria consequências “gravíssimas” criando dois “micro municípios” cujos recursos “não iriam contribuir para criação de dois bons municípios, mas sim de dois micro municípios insustentáveis”.

Jorge Figueiredo que não se mostra contra a iniciativa de um grupo de salenses que defende a criação do município de Santa Maria, considera, no entanto, que “tudo deve ser feito no seu tempo”.

O projecto de lei que regula a criação do município da Santa Maria é uma iniciativa do grupo parlamentar do PAICV. Jorge Figueiredo vê essa iniciativa como mais um instrumento de disputa interna para a liderança do partido que sustenta o Governo.

“Todos sabem que o país convive com a disputa interna no seio do PAICV, para a nova liderança e que, de uma forma incorreta, o seu líder parlamentar utiliza a plenária enquanto instrumento para procurar, provavelmente, beneficiar alguns votos a mais”, realçou.

Além do presidente da Câmara Municipal do Sal foram ouvidos esta terça-feira no Parlamento, já no quadro do Orçamento do Estado para 2015, os ministros da Justiça, dos Assuntos Parlamentares e da Presidência do Conselho de Ministros.

PartilheTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone

Comentário

Publicidade