PUB

Saúde

Ébola: Pesqueiros chineses liberados segunda-feira

Os 10 pesqueiros chineses, provenientes da Serra Leoa e que foram colocados em quarentena por causa do Ébola a 50 milhas de São Vicente, devem ser liberados a entrar no Porto Grande esta segunda-feira, 17. O período de quarentena terminou sábado, 15, e as autoridades sanitárias afirmam que não detectaram sintoma da doença em nenhum dos 109 tripulantes.
Os barcos de pesca chineses, provenientes da Serra Leoa, foram colocados em quarentena perto da desabitada ilha de Santa Luzia, antes de serem autorizados a entrar no porto da ilha de São Vicente para reparações nos Estaleiros Navais de Cabo Verde (CABNAVE).
Esta medida de prevenção vai ao encontro dos procedimentos aprovados por Cabo Verde para casos de passageiros que tenham estado em países afectados pelo vírus de Ébola, como é o caso de Serra Leoa, onde os chineses estiveram na faina nos últimos tempos.
Entretanto, o director-geral da Saúde, António Pedro Delegado, que acompanhou todo o processo, já disse à TCV que no período de quarentena não se detectou nenhum sinal do Ébola nos marinheiros. Por isso, as autoridades sanitárias devem liberar a entrada dos barcos no início da semana.
De referir que os estaleiros da CABNAVE ganhou um novo alento com a entrada para a reparação nos últimos anos da frota pesqueira da China que opera nos países oeste-africanos.

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top