Home » Economia » Angola confirma que está a estudar “oportunidades de negócio” em Cabo Verde

Angola confirma que está a estudar “oportunidades de negócio” em Cabo Verde

O Governo de Angola está a estudar "oportunidades de negócio" nas áreas dos transportes aéreos, energia, telecomunicações e turismo em Cabo Verde, informou hoje fonte da diplomacia angolana.

[easy-notify id=3190]
O Governo de Angola está a estudar “oportunidades de negócio” nas áreas dos transportes aéreos, energia, telecomunicações e turismo em Cabo Verde, informou hoje fonte da diplomacia angolana.

 

A informação, prestada à agência Lusa pelo Ministério das Relações Exteriores de Angola, é avançada em simultâneo com a confirmação de uma visita de trabalho a Cabo Verde, liderada pelo ministro da Economia angolano, Abrahão Gourgel.

A visita, que não tinha sido anunciada publicamente, decorreu entre 18 e 20 de Setembro e visou “o reforço das relações de cooperação bilateral entre os dois países”, bem como a constatação das “oportunidades de negócios” em Cabo Verde, “com vista à consolidação e diversificação das parcerias económicas entre os dois países”.

Ainda de acordo com o executivo angolano, as relações entre os dois países são hoje “excelentes e promissoras” e o momento é “oportuno para elevar as relações económicas ao patamar das excelentes relações políticas existentes”.

Durante a visita, esclarece a mesma informação, foram indicadas como “oportunidades de negócio” o Centro Internacional de Negócios, a transportadora aérea TACV Internacional e a Plataforma Logística, bem como as áreas da energia, das telecomunicações e do turismo.

O programa envolveu visitas a infra-estruturas rodoviárias, portuárias, energéticas, turísticas e a empresas públicas nas ilhas de Santiago, São Vicente, Boavista e Sal, precisa a mesma informação.

Acrescenta que no final dos trabalhos, que envolveram reuniões com elementos do Governo de Cabo Verde, “os chefes das duas delegações procederam à assinatura de uma acta das conversações”, onde estão “plasmados os consensos alcançados”, incluindo um “plano de acção visando a concretização efectiva dos objectivos de cooperação”.

O Governo angolano confirma que esta visita serviu para “dar continuidade” ao trabalho iniciado durante a recente deslocação do primeiro-ministro de Cabo Verde, José Maria Neves, a Angola.

No final dessa visita, a 05 de Junho, questionado em Luanda pela agência Lusa, o governante confirmou o interesse angolano na privatização de empresas daquele país, embora sem adiantar compromissos concretos nesse sentido.

“Acho que chegaremos lá. O que há é a forte disponibilidade por parte do Governo de Angola em apoiar as empresas que queiram investir e participar neste processo em Cabo Verde. E há o interesse enorme de Cabo Verde para que essas empresas participem no processo de privatizações nas empresas em Cabo Verde”, apontou o primeiro-ministro cabo-verdiano.

Antes, no discurso de recepção à comitiva de Cabo Verde, o chefe de Estado angolano, José Eduardo dos Santos, recordou a “situação de paz, estabilidade social e desenvolvimento económico” que os dois países vivem para justificar que ambos devem ser “consequentes e dar maior consistência aos laços privilegiados”.

Fonte: Lusa

PartilheTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone

Comentário

Publicidade