Home » Actualidades » Festival Sete Sóis Sete Luas anima ilhas Cabo Verde com artistas internacionais

Festival Sete Sóis Sete Luas anima ilhas Cabo Verde com artistas internacionais

Residências artísticas de street art, fotografia, música e gastronomia vão animar os Centrum Sete Sóis Sete Luas da Brava, do Maio, da Ribeira Grande de Santo Antão, de São Filipe e do Tarrafal de Santiago.

Os Centrum Sete Sóis Sete Luas continuam as suas actividades, realizando cinco (5) residências artísticas entre street art, música, fotografia e gastronomia, em parceria com as Câmaras Municipais da Brava, do Maio, da Ribeira Grande de Santo Antão, de São Filipe (Fogo) e do Tarrafal de Santiago. Esses eventos enquadram-se no âmbito do projeto europeu “A diversidade cultural cabo-verdiana como instrumento de desenvolvimento do turismo sustentável nas ilhas mais periféricas”, com o apoio da União Europeia – Delegação em Cabo Verde.

De acordo com a organização, de 13 a 24 de Setembro, Ribeira Grande de Santo Antão recebe a fotografa portuguesa Ana Charrua, que vai realizar uma residência inspirado nas crianças, “reinterpretando as imagens como é no seu estilo”. “Ana Charrua fotografa pessoas de todo o mundo, que admira, que a inspiram. As pessoas nas suas exposições transformam-se no seu talismã Hipnotic Pop. Em todas as fotografias os desenhos feitos à mão imprimem um diálogo Pop expressionista, reconstruído com linhas, cortes, montagens, aplicações criadas a flor da pele”, refere a nota.

No dia 22 de Setembro, às 19H00, no Centrum Sete Sóis Sete Luas de Ribeira Grande, será inaugurada a sua exposição Hipnotic Pop, que estará patente até dia 22 de Dezembro. Continua a rota das exposições internacionais que viajam de ilha em ilha.

O português Mário Belém vai realizar intervenções de street art de 17 a 19 de Setembro em São Filipe (Fogo), de 20 a 23 de Setembro na  Brava e de 24 a 27 na  Ribeira Grande (Santo Antão). O artista considera-se um “menino lisboeta da linha” que sempre gostou de desenhar “bonecos”.

Daniel Eime vai realizar a sua residência artística nos dias 8 e 9 de Outubro no Tarrafal, de 10 a 13 de Outubro no Centrum Sete Sóis do Maio e de 15 a 18 de Outubro na Ribeira Grande em Santo Antao. Este artista, com quase 10 anos de experiência no movimento de arte urbana, sempre gostou de diferentes tipos de arte, em especial o desenho. Desde 2008 começa a focar-se mais na arte do stencil. Tem centrado o seu trabalho em caras, muitas delas em tons de preto e branco.

As residências cabo-verdianas não serão apenas de arte mas também de gastronomia com o chef  valenciano Victor Basset (de 22 a 30 de Outubro em São Filipe, no Tarrafal de Santiago e no Maio) e de música com o Luís Peixoto. O chef Basset irá realizar master-class nos restaurantes Sete Sóis abertos dentro dos Centrum SSSL.

Peixoto, que é uma grande figura da música popular portuguesa “de raiz tradicional”, será de 14 a 16 de Outubro em São Filipe, de 17 a 19 de Outubro no Maio e de 20 a 23 de Outubro no Tarrafal para realizar master-class para os jovens músicos das bandas Sete Sóis que são residentes nos diferentes Centrum SSSL.

PartilheTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone

Comentário

Publicidade