Home » Actualidades » PP solicita apoio das Nações Unidas para a reformatação e modernização do sistema judicia

PP solicita apoio das Nações Unidas para a reformatação e modernização do sistema judicia

O presidente do PP avançou que o acolhimento por parte das Nações Unidas foi bom

O presidente do Partido Popular (PP), Amândio Barbosa Vicente, foi hoje recebido pela coordenadora residente do Sistema das Nações Unidas em Cabo Verde a quem solicitou apoio para a reformatação e modernização do sistema judicial cabo-verdiano.

Em declarações à imprensa, o responsável do PP adiantou que o encontro tinha como objectivo informar a coordenadora sobre a situação actual do país e que “inquieta” o seu partido.

“O nosso foco é o combate à corrupção pelo que pensamos que deva haver uma reformatação e modernização do sistema judicial com o apoio das Nações Unidas para que um dia possamos ter a democracia em Cabo Verde e colocar os criminosos na cadeia”, sublinhou.

Segundo Barbosa Vicente, o PP quer o apoio das Nações Unidas para combater o crime económico sendo que o país não está preparado para fazer face a essa situação que vem acontecendo frequentemente.

Adiantou que a questão do populismo, da segurança pública, desaparecimento de pessoas, a desmotivação na Polícia Nacional, a luta contra a corrupção, a situação das Águas de Santiago (ADS), a utilização do dinheiro público, a situação dos TACV, o Programa de Emergência e de Mitigação da Seca e do Mau Ano Agrícola foram entre outras preocupações apresentadas a Ana Graça.

Amândio Barbosa Vicente criticou ainda o Governo de fazer má gestão do dinheiro público, realçando que numa altura em que o país continua a sofrer com as consequências do mau ano agrícola, o executivo de Ulisses Correia e Silva decide investir cerca de 80 mil contos na renovação de viaturas.

“As câmaras municipais gastam 300 mil contos em festivais coisa que devia ser banida fase à situação que o país atravessa”, constatou o líder do PP.

No seu entender, os políticos cabo-verdianos utilizam muito da demagogia e fazem da política a arte de enganar o povo em vez de estarem ao serviço do povo.

Por outro lado, adiantou que o encontro serviu também para prestarem condolências à morte do antigo secretário-geral da ONU, Kofi Annan, falecido a 18 de Agosto, e que, ao seu ver, constitui uma grande perda para o mundo sobretudo para o continente africano.

O presidente do PP avançou que o acolhimento por parte das Nações Unidas foi bom, uma vez que já colabora com Cabo Verde no âmbito da reforma do Estado, na melhoria da justiça social e dos direitos humanos.

Inforpress

PartilheTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone

Comentário

Publicidade