Home » Actualidades » Maio: MPD critica oposição por irresponsabilidade política e intenção de travar desenvolvimento da ilha

Maio: MPD critica oposição por irresponsabilidade política e intenção de travar desenvolvimento da ilha

Segundo o MPD, a OIAM não participou na sessão extraordinária da Assembleia Municipal de sexta-feira, 17, “sustentando motivos fúteis e sem quaisquer fundamentos”.

A bancada do Movimento para Democracia (MPD) na Assembleia Municipal do Maio criticou a Onda Independente para Avanço do Maio (OIAM), por irresponsabilidade política, “agindo sem sentido de dever para com os munícipes”.

É que segundo o MPD, a OIAM não participou na sessão extraordinária da Assembleia Municipal de sexta-feira, 17, convocada em regime de urgência, “sustentando motivos fúteis e sem quaisquer fundamentos”.

“Está claro e bem evidente que os projectos que a autarquia local e o Governo têm em curso na ilha estão a desnortear a oposição, que se mostra desajeitada e por isso não consegue assumir as responsabilidades enquanto oposição”, explica o MPD.

A mesma fonte diz ainda que a oposição não compareceu na sessão porque já previa a arrecadação de receitas por parte do município, através da colocação em venda de terreno em hasta pública.

Assim sendo, o MPD diz que a OIAM  mostrou o seu verdadeiro objectivo: “Travar o desenvolvimento da ilha e a boa dinâmica que se assiste no Maio”.

“No mínimo esta oposição deveria mostrar seriedade e responsabilidade nas suas afirmações públicas. Tudo aquilo que tem levado à Comunicação Social não passam de blasfémia política e propaganda enganosa”, acrescentam.

Já a OIAM justifica que não compareceu naquela sessão por não receberem atempadamente os documentos de suporte.

Acrescentam também que não tiveram conhecimento da alienação de nenhum terreno, e que a autarquia local não “trouxe para Assembleia Municipal” nenhuma proposta de alienação dos terrenos.

 

 

PartilheTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone

Comentário

Publicidade