Home » Saude » Paludismo: Ministro da Saúde confiante na erradicação até 2020

Paludismo: Ministro da Saúde confiante na erradicação até 2020

Arlindo do Rosário reconhece, contudo, que o país não está livre de uma nova epidemia de agentes como o Zika ou o Dengue.

O ministro da Saúde e Segurança Social, Arlindo do Rosário, está confiante de que a transmissão autóctone do paludismo terminará até 2020, embora reconheça que o país não está livre de uma nova epidemia de agentes como o Zika ou o Dengue.

Do Rosário falava aos jornalistas, quarta-feira, 25, no final de uma cerimónia em que a Organização Mundial da Saúde (OMS) entregou ao Ministério da Saúde e da Segurança Social, 216 equipamentos para reforçar a capacidade de resposta à infecção pelo vírus do Zika e outras doenças provocadas por mosquitos.

A cidade da Praia registou, no ano passado, vários casos de paludismo autóctones.

A entrega dos equipamentos, entre os quais sete veículos, oito motorizadas e 200 bombas de pulverização, decorreu no Centro de Saúde da Achada Grande Trás, o qual foi construído e equipado no quadro da cooperação entre a União Europeia e Cabo Verde.

Além do ministro Arlindo do Rosário, a cerimónia contou com a presença do Representante da OMS, Mariano Castellón.

Esses equipamentos serão distribuídos pelas diversas estruturas sanitárias do país, com objectivo de reforçar a capacidade de responder, adequadamente, à infecção provocada pelo vírus da Zika e outras doenças provocadas por mosquito.

PartilheTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone

Comentário

Publicidade