Home » Actualidades » “Si ki n ta vive”, o 3º álbum de Willy Semedo: Um retrato de histórias de amor e vivência dos jovens

“Si ki n ta vive”, o 3º álbum de Willy Semedo: Um retrato de histórias de amor e vivência dos jovens

O álbum é composto por 15 faixas e conta com a participação “especial” de Legemea, Satty, Gilson e Jairson.

“Si ki n ta vive” é o terceiro álbum do artista cabo-verdiano, Willy Semedo. O álbum retrata histórias “reais” de amor e os comportamentos dos jovens ao nível das redes sociais e não só.

Depois de “Um so sonho” em 2013 e “De corpo e alma” em 2015, Willy Semedo, natural de São Salvador do Mundo, brinda o seu público com “Si ki n ta vive”, retratando a vivência da atualidade: “Tentei mostrar como é que os jovens querem levar a vida hoje em dia (paródia, festas, noitadas e tal). Aliás, não só jovens. Pois, essa é a realidade de hoje em dia”, explica.

O álbum é composto por 15 faixas, contendo temas como “Nada pam dau”, “Tudo na bo”, “Papu reto”, entre outros, contando com a participação “especial” de Legemea, Satty, Gilson e Jairson.

O disco traz uma variação de estilos desde Kizomba, Funaná, Zouk Love, até Afro-trap.

“Si ki nu ta vive” conta com a produção de Willy Semedo e produtores como Maicam Monteiro, Legemea, Gbeat, Capszona Music.

O álbum vai estar disponível em todas as plataformas digitais no próximo dia 28, e já o CD e DVD físico vai estar em algumas lojas em Cabo Verde, França, Suíça, Estados Unidos, Luxemburgo, no mês de Agosto.

Como tudo começou?

Willy Semedo contou ao jornal A Nação que, desde pequeno, sempre sonhou em ser artista e pisar grandes palcos, preferencialmente o da Gamboa, palco em que actuou no ano passado.

Mas, explica, só foi possível realizar o seu sonho de ser artista, quando viajou para Portugal:  “Com 17 anos viajei para Portugal onde comecei a ter mais contactos com o mundo da música, conhecendo novos artistas que me apoiaram e dai, cada vez mais, o meu sonho estava mais próximo de se tornar realidade”.

Antes de viajar para Portugal, Willy gravou algumas músicas, mas diz que não teve oportunidade de mostrar ao público.

Foi com a música “Sabi di Mas” que Willy Semedo se apresentou ao público e começou a ser conhecido no mundo da música. O que que lhe incentivou a lançar o primeiro álbum em 2013 e dois anos depois o “De corpo e alma”.

Com esses dois álbuns, o artista assegura que já conquistou um público “enorme” tendo somado mais de 100 shows  pelos diferentes países da Europa, Estados Unidos de América e em Cabo Verde, sua terra natal.

Do percurso traçado até agora, Willy Semedo diz que sente orgulhoso e promete brindar o público cabo-verdiano com “shows especiais de lançamento” deste novo álbum.

WM

PartilheTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone

Comentário

Publicidade