Home » Actualidades » Praia: Projecto “Txadinha” comemora um ano com várias actividades

Praia: Projecto “Txadinha” comemora um ano com várias actividades

O foco principal da associação é melhorar as condições de vida das famílias, mas segundo José Luís Vaz, só surtirá efeito se houver o engajamento pleno da comunidade.

O Projecto Txadinha, na cidade da Praia, comemora no próximo dia 15, um ano de existência, com uma palestra sobre a responsabilidade e importância das associações comunitárias, como forma de promover o engajamento de todos para o desenvolvimento da comunidade.

A palestra vai ser proferida pelo sociólogo Henrique Varela, e tem como objectivo principal, fazer o balanço do cumprimento das metas traçadas, bem como os ganhos e desafios ultrapassados.

Segundo o presidente dessa organização, José Luís Vaz, a presença de Henrique Varela será uma oportunidade para incentivar os membros a assumirem as suas responsabilidades em prol do desenvolvimento da comunidade.

O evento será também um momento de partilha de experiências com outras associações congéneres.

O Projecto “Txadinha” foi criado em Janeiro do ano passado, sendo que a eleição dos Órgãos sociais foi feita em Maio e a tomada de posse no dia 17 de Julho de 2017, data que aproveitam para comemorar agora.

No âmbito dessas comemorações, está a decorrer no bairro de Achadinha, um torneio de futsal apadrinhado pelo atleta olímpico, Alfa Ferreira, cujas receitas desse evento e de uma tarde cultural, a acontecer no dia 28, no polivalente “Djon Pitata, vão ser doadas às famílias mais carenciadas da comunidade.

O foco principal da associação é melhorar as condições de vida das famílias, mas segundo José Luís Vaz, só surtirá efeito se houver o engajamento pleno da comunidade.

“O trabalho deste primeiro ano tem sido especialmente identificar e envolver todos os grupos da Achadinha neste projecto de desenvolvimento do nosso bairro”, salienta.

Ao longo desse ano de existência, garante, o Projecto “Txadinha” tem vindo a distribuir cestas básicas às famílias e ao mesmo tempo, ser porta-voz e intermediário entre a comunidade e as entidades públicas na resolução dos problemas.

PartilheTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone

Comentário

Publicidade