Home » Actualidades » Funcionário da TACV diz que evacuação de doentes está regulada em protocolos da IATA

Funcionário da TACV diz que evacuação de doentes está regulada em protocolos da IATA

Júlio Rendall garante que a evacuação de doentes está regulada em protocolos emitidos pela Associação Internacional dos Transportes Aéreos (IATA).

Funcionário reformado da companhia aérea de bandeira, TACV, diz estar perplexo com a polémica em torno da evacuação dos doentes e das várias medidas anunciadas pelo Governo de Ulisses Correia e Silva para resolver este imbróglio. Isto porque, de acordo com Júlio Rendall, a evacuação de doentes está regulada em protocolos emitidos pela Associação Internacional dos Transportes Aéreos (IATA).

“Perplexo porque a evacuação de doentes está regulada em protolocos emitidos pela IATA, e plasmados em Manuais. Basta consultar o TIM – Travel Information Manual, seguir os Regulamentos e Procedimentos”, afirma Júlio Rendal, que reagia assim a entrevista do ministro do Turismo e Transportes, José Gonçalves, como “porta-voz” da reunião com a Binter.

“Perplexo porque não é normal um ministro ou melhor dois ministros, por sinal um deles segundo homem na hierarquia do Governo, reunirem-se com o vice-presidente de uma companhia aérea – será Binter Cabo Verde ou Binter Canárias – para tratar de assuntos que estão regulados a nível da aviação civil, e são do conhecimento de todos os que lidam na área.”

É que, de acordo com este nosso interlocutor, os doentes são sim passageiros especiais, mas não necessitam de qualquer autorização da Agência da Aviação Civil (AAC) para serem transportados, desde que sejam seguidos os protocolos e respeitadas as Normas de Segurança.

Recorda-se que, no caso da morte da jovem gravida, que a Binter alegadamente recusou a sua evacuação da ilha da Boa Vista para o Sal, esta companhia aérea alegou que não tinha autorização da AAC para proceder ao transporte de doentes e nem de mortes. Curiosamente, no mesmo comunicado, a Binter gaba-se de ter transportado mais de 50 doentes.

Sobre este facto, Júlio Rendall questiona se a companha estava a agir na ilegalidade porquanto o próprio ministro José Gonçalves veio reforçar que esta não tem licença da AAC. “Vejo que as Entidades vocacionadas para gerir os conflitos na área da aviação civil estão sem autoridade ou postas de parte, num assunto que devia ter sido acautelado aquando da concessão e exclusividade do transporte aéreo a nível doméstico”, constata.

Em jeito de remate, este funcionário reformado da TACV, diz-se orgulhoso de ter, durante mais de 30 anos que trabalhou na companhia de bandeira, junto com outros colegas nas diversas ilhas, na evacuação e salvamento de milhares de vidas, sem olhar a sacrifícios e constrangimentos.

Recorda-se que o ministro Luís Filipe anunciou recentemente a chegada em Cabo Verde, até finais deste mês, de um avião Jetstream para fazer a evacuação de doentes inter-ilhas. O aparelho, que é uma aquisição transitória, encontra-se neste momento em Portugal para ser equipado.

Esta aeronave, de acordo com o ministro, vai estar ao serviço da Guarda Costeira, sendo que, para o efeito, foi assinado um acordo entre esta, o Instituto Nacional de Previdência Social e as duas seguradoras – Impar e Garantia – para definir a participação de cada um no processo.

Mindel Insite

PartilheTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone

Comentário

Publicidade