Home » Actualidades » Sucupira: Mau cheiro e lixo incomodam vendedores, clientes e peões

Sucupira: Mau cheiro e lixo incomodam vendedores, clientes e peões

O estado do local é de provocar náuseas e põe em causa a saúde pública tanto dos que passam como daqueles que trabalham por lá.

Uma pequena ribeira, ao redor do mercado de Sucupira, na Praia, transformou-se num autêntico depósito de lixo e muita água suja.

Restos de alimentos, água de peixe e escamas, lixo variado acumulado e penas de galinha são os causadores da poluição, responsáveis pela reprodução de mosquitos e outros insetos prejudiciais à saúde pública, que por ali abundam.

O cheiro, queixam-se as pessoas, “é muito desagradável e insuportável” que incomoda tanto os que circulam por ali, como aqueles cujo trabalho exige conviver, diariamente, nesta área.

Para agravar, este espaço situa-se perto do terminal de hiaces, provisoriamente em Sucupira, e as pessoas que ficam dentro do veículo à espera que o mesmo encha de passageiros dizem sofrer com o cheiro “horrível”.

“Incomoda imenso o cheiro por aqui, que até chega a dar dor de cabeça” afirma uma passageira que diz sentir-se mal “constantemente” quando fica perto deste depósito de resíduos.

Da mesma maneira, as vendedeiras dizem sair prejudicadas. Tendo como ponto de venda a proximidade com a ribeira, “os clientes afastam-se e vão negociar noutros lugares devido ao intenso mau cheiro, aqui”.

Daí que pedem que medidas eficazes sejam tomadas para pôr fim a esta situação.

Com o aproximar da época das chuvas, o problema tende a piorar, visto que haverá a junção destes resíduos com a água das chuvas, o que, consequentemente, pode transformar esta ribeira num foco de mosquitos.

Porém, conforme algumas pessoas ouvidas pelo A NAÇÃO, as próprias vendedeiras são algumas das responsáveis pelo estado do local e da colocação de lixos.

Uma fonte fez saber a este online que em tempos houve proibição de depósito de lixo e águas residuais no local, mas, contudo, sem sucesso. Pois, sem fiscalização e sem medidas efectivas, o problema continua e sem resolução à vista.

VB

PartilheTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone

Comentário

Publicidade