Home » Actualidades » Mano Preto homenageia Kodé di Dona num novo solo

Mano Preto homenageia Kodé di Dona num novo solo

Codé di Dona faleceu em 2010, mas deixa um legado inestimável na cultura de Cabo Verde..

O coreógrafo do grupo Raiz di polon, Mano Preto vai encenar os traços de vivência de Kodé di Dona, numa peça a solo a estrear na quinta-feira, 28 de Junho, na cidade da Praia.

Mano Preto vai retratar, através da dança, os gestos e as expressões corporais do malogrado artista cabo-verdiano e segundo o bailarino o objectivo é brindar o público com um retrato biográfico dessa figura histórica e dar a conhecer um pouco do seu modo de vida e da cultura santiaguense.

“Ele é compositor de temas incontornáveis do repertório das ilhas como “Fome 47” e “Pomba na Varanda”, mas era também um intérprete inimitável, um poeta de rara expressividade, subtileza e força filosófica, um historiador popular, raro e uma personalidade que continua a marcar de uma certa maneira, o ser do badiu”.

Para Mano Preto, a maneira de ser e os conhecimentos do “Kodê di Dona” que no entender dele estão a cair no esquecimento, são importantes para entender a contemporaneidade do país.

Este é o segundo trabalho a solo, do bailarino e director artístico do grupo de dança Raiz di polon.

 

PartilheTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone

Comentário

Publicidade