Home » Mundo » Eritreia envia delegação à Etiópia para negociações sobre fronteiras

Eritreia envia delegação à Etiópia para negociações sobre fronteiras

Os dois países assinaram um Acordo de Paz, a 12 de Dezembro de 2000, em Argel, mas a demarcação final da fronteira comum ainda está pendente.

A Eritreia anunciou que enviará uma delegação a Adis Abeba para “traçar um plano de acções futuras” com a Etiópia, país do qual se tornou independente em 1993, anunciou o Presidente eritreu, Isaías Afewerki.

“Vamos enviar uma delegação a Adis Abeba para avaliar os últimos acontecimentos de forma direta e em profundidade e traçar um plano de ações futuras”, disse Afewerki, num discurso no Dia dos Mártires, publicado pelo Ministério da Informação eritreu.

É a primeira reacção da Eritreia ao anúncio feito pelo Governo etíope, no início desse mês, que garantiu aceitar e aplicar plenamente o Acordo de Argel, assinado em 2000, para selar a paz com os eritreus e que contêm limites fronteiriços que, até agora, Adis-Abeba rejeitava.

O Presidente da Eritreia descreveu o anúncio do Executivo etíope como um “sinal positivo”.

No entanto, a Eritreia não deu mais detalhes sobre quem fará parte dessa delegação ou quando viajará para o país vizinho.

A Eritreia tornou-se independente da Etiópia em 1993, mas as disputas fronteiriças levaram os dois países a uma guerra entre 1998 e 2000, que terminou com dezenas de milhares de mortos em ambos os lados.

Os dois países assinaram um Acordo de Paz, a 12 de Dezembro de 2000, em Argel (Capital da Argélia), mas a demarcação final da fronteira comum ainda está pendente.

O Acordo de Argel estipula que os dois países devem aceitar a decisão da Comissão de Fronteiras da Eritreia e da Etiópia como “definitiva e vinculativa”.

No entanto, quando a Comissão decidiu conceder à Eritreia a cidade de Badme, considerado o epicentro da guerra, a Etiópia recuou no seu compromisso.

O Acordo de Argel é impopular na Etiópia, onde muitos cidadãos acreditam que foram traídos pelo seu Governo, depois de o país ter vencido a guerra com a Eritreia.

PartilheTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone

Comentário

Publicidade