Home » Actualidades » Cabo Verde é o país convidado da 5ª Feira Tricontinental de Artesanato

Cabo Verde é o país convidado da 5ª Feira Tricontinental de Artesanato

Durante a Feira Tricontinental de Artesanato, Tenerife transforma-se em ponto intercultural entre os povos ibero-americano, África e Europa meridional.

Cabo Verde é o país convidado, este ano, para a 5 ª Feira Tricontinental de Artesanato que acontece de 27 de Outubro a 04 de Novembro do corrente ano, em Tenerife, nas Canárias. A participação do nosso país neste evento, com 11 artesãos, marca a consolidação da cooperação bilateral entre os dois países, no que tange à cultura.

O Ministro da Cultura e das Indústrias Criativas, Abraão Vicente, vai estar presente nesta importante feira que reúne mais de 30 países num local que recebe mais de 17 mil turistas, para a promoção da cultura e do artesanato que se faz pelo mundo.

Durante a Feira Tricontinental de Artesanato, Tenerife transforma-se em ponto intercultural entre os povos ibero-americano, África e Europa meridional.

A delegação de Cabo Verde será chefiada pelo Diretor do Centro Nacional de Artes, Artesanato e Design.

“Nesta feira Cabo Verde estará representado ao mais alto nível. Vamos apresentar o que está a ser feito no sector do artesanato no país, a experiência do CNAD e o resultado das investigações na área, desde a realização da URDI, em 2017. O convite a Cabo Verde é um sinal de amizade, mas também a demonstração do laço forte de cooperação existente entre os dois arquipélagos, mas, principalmente, vamos ter a oportunidade de mostrar o nosso artesanato ao mais alto nível”, afirmou Abraão Vicente, na saída do encontro com a Delegação de Canárias.

Para a Conselheira para Acção Exterior, Delia Herrera, este encontro serviu para aprofundar a cooperação bilateral, com a realização de trabalhos conjuntos.

Cabo Verde vai receber também, de 26 de Junho a 10 de Julho, uma equipa de estudantes do audiovisual da escola César Manrique, para gravar um documentário “Com el Foco em África”. Um trabalho em conjunto com estudantes do M_EIA (Mindelo_Escola Internacional de Arte) que vai ser gravado na ilha do Fogo e depois apresentado em festivais internacionais de cinema.

“Será um documentário sobre a localidade de Chã das Caldeiras que faz parte de um protocolo que estamos a desenvolver em parceria com o M_EIA”, conclui Abraão Vicente.

PartilheTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone

Comentário

Publicidade