Home » Actualidades » A dois dias da manifestação agendada no Maio, Olavo Correia diz que o porto já tem financiamento

A dois dias da manifestação agendada no Maio, Olavo Correia diz que o porto já tem financiamento

Este anuncio surge dois dias antes de uma manifestação popular agendada para a ilha do Maio, esta sexta-feira,16, em que uma das reivindicações é um novo porto.

A construção do Porto da ilha do Maio já tem financiamento garantido, anunciou hoje o vice-primeiro ministro e ministro das Finanças, indicando que as obras poderão arrancar ainda este ano.

Em declarações à Inforpress, Olavo Correia explicou que se trata de um projecto financiado pelo Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) e que vai envolver não só o Porto do Maio, mas também o da Palmeira, na ilha do Sal, “num montante de cerca de 35 milhões de euros”.

“Isto é muito importante”, disse Olavo Correia, afirmando que, em relação ao Maio, não se trata apenas do Porto em si, esclarecendo que há ainda mais cerca de 1,5 milhão de euros, também financiamento do BAD, para investir na estrada de acesso ao Porto e num programa de apoio aos jovens e às mulheres daquela ilha.

“Falamos em projectos que têm a ver com o acesso a financiamentos, à promoção de jovens e mulheres, no sentido de se prepararem para aproveitarem desta infra-estrutura, mas também a própria estrada que liga a Vila ao Porto”, avançou.

Olavo Correia frisou ainda que ilha do Maio, além de ter “muito potencial turístico”, tem outras mais-valias, nomeadamente ao nível da indústria, da agro-indústria e das pescas que só poderão ser potenciadas “se houver condições de conectividade e de mobilidade”.

O Porto, disse, é uma “infra-estrutura essencial” para a construção de um futuro melhor para a ilha do Maio.

O titular da pasta das Finanças adiantou ainda que o Governo vai aproveitar a estada do Presidente da BAD, Akinwumi Adesina, em Cabo Verde, no âmbito da Cimeira dos Chefes de Estado da CPLP, marcada para Julho, na ilha Sal, para assinalar formalmente “o início deste grande projecto para ilha do Maio, mas também para Cabo Verde”.

Ajunta ainda o governante que ilha do Maio irá ter “um papel muito importante” no processo de aceleração da dinâmica de crescimento para as outras ilhas do arquipélago.
“Vamos lançar o concurso em Julho”, diz Olavo Correia,

completando que há condições para que neste ano, ou mais tardar no inicio do próximo ano, se iniciar com a construção da infra-estrutura.

Recorde-se que, aquando de uma visita que efectuou em Março passado ao Maio, Olavo Correia disse que a prioridade para a ilha, à semelhança da resolução do problema da mitigação da seca e do mau ano agrícola, tem que ver com a resolução da requalificação do porto da cidade do Porto Inglês para se criar as condições.

“Um futuro melhor para a ilha do Maio tem que passar pela criação do mercado de turismo, por isso é que a prioridade número um para a ilha é a requalificação do porto, para que possamos ter um mercado tanto nacional como internacional”, precisou na altura Olavo Correia, após três dias de visita à ilha do Porto Inglês.

Aquele governante defendeu ainda que, com a criação desta condição, todos os sectores adjacentes também vão conhecer uma outra dinâmica, desde agricultura, pesca, criação de gado, que, na sua opinião, existe também um grande potencial neste sentido.

Na altura, afiançou ainda que o Governo está “engajado” na realização desta obra (do porto) e que, neste momento, a negociação está “bem avançada” e esperam brevemente assinar o acordo de financiamento.

Inforpress

PartilheTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone

Comentário

Publicidade