Home » Actualidades » Portos e aeroportos da Boavista com vigilância mais frouxa a partir do dia 14, quinta-feira

Portos e aeroportos da Boavista com vigilância mais frouxa a partir do dia 14, quinta-feira

Os trabalhadores da empresa de segurança privada, SILMAC, podem entrar em greve por três dias.

Alcindo Ascensão, secretário permanente do sindicato dos trabalhadores da Boavista, confirma que a SILMAC quebrou a promessa de revisão salarial.

Os trabalhadores da empresa de segurança privada SILMAC na ilha da Boavista deverão entrar em greve a partir do dia 14, quinta-feira. Segundo Alcino Ascensão do sindicato dos trabalhadores da Boavista, os assistentes de portos e aeroportos assinaram um contrato de trabalho com a empresa em 2016 e esta traçou alguns compromissos com os trabalhadores. Compromissos que não foram cumpridos, diz Ascensão.

Os trabalhadores da empresa de segurança privada exigem que a SILMAC cumpra com o acordo, caso contrario partirão para a greve de 3 dias.

Segundo uma fonte, deverá deslocar-se à ilha da Boavista o mais tardar amanhã, a delegada da direção-geral do trabalho na ilha do Sal, Rinosela Benoliel, que também tem poderes de superintendência na Boavista.

RCV

PartilheTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone

Comentário

Publicidade