Home » Actualidades » Guiné-Bissau: PM “muito satisfeito” com decisão do FMI

Guiné-Bissau: PM “muito satisfeito” com decisão do FMI

Aristides Gomes garante que o Governo vai fazer o que estiver ao seu alcance, nomeadamente, aprender a viver com o que tem.

O Primeiro-Ministro (PM) da Guiné-Bissau, Aristides Gomes, está “muito satisfeito” com a decisão do Fundo Monetário Internacional (FMI), que reconheceu os esforços feitos para manter o Programa de Facilidade de Crédito.

“O Governo da Guiné-Bissau está muito satisfeito com a decisão do Fundo Monetário em reconhecer os esforços que o Governo tem feito para manter um programa de facilidade de crédito e nos permite ter luz verde para estarmos à vontade e dirigimo-nos à comunidade internacional a solicitar mais apoios para o desenvolvimento”, afirmou Aristides Gomes, citado pela Lusa.

O FMI aprovou, sexta-feira, 1, a quinta avaliação ao Programa de Apoio à Guiné-Bissau, desembolsando 4,3 milhões de dólares e alargou, a pedido das autoridades bissau-guineenses, o período de intervenção até 2019, depois de realizadas as Eleições Presidenciais.

Aristides Gomes garantiu que o Governo vai fazer o que estiver ao seu alcance para cumprir com as metas, nomeadamente, aprender a viver com o que tem.

O PM disse, também, que o comportamento da sociedade e a estruturação do Estado é que vão permitir o crescimento da actividade económica.

Para Oscar Melhado, representante do FMI em Bissau, a aprovação da quinta avaliação e prolongamento do Programa, por mais um ano, representa um “momento histórico”.

“É a primeira vez na história da Guiné-Bissau que o país consegue terminar e fazer um Programa de três anos com o Fundo Monetário Internacional”, vincou Melhado.

PartilheTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone

Comentário

Publicidade