Home » Actualidades » São Vicente: CNAD passa a ser instituto público

São Vicente: CNAD passa a ser instituto público

O Centro Nacional de Artesanato e Design (CNAD), em Mindelo, passa a ser um instituto público, agora com o nome de Centro Nacional de Arte Artesanato e Design (CNAAD).

Os estatutos do CNAAD  já constam no Boletim Oficial numa publicação que dá conta da criação formal de um novo instituto público, além da formalização da fundação do CNAAD como a instituição nacional responsável pela preservação da herança histórica e cultural.

A publicação do Decreto-Lei nº 26/2018 de 24 de maio que cria o Centro Nacional de Arte Artesanato e Design, enquanto instituto público de regime especial, além de fazer história, restitui a dignidade deste Centro que tem na sua base o extinto CNA – fundado por Manuel Figueira, Luísa Queirós e Bela Duarte – que serviu de base para se compor o tecido artesanal, a identidade visual e estética cabo-verdiana, que servem de rampa para projectar o futuro.

O estatuto é resultado de uma visão clara, de um trabalho firme e com um amplo objectivo: assentar o desenvolvimento cultural de Cabo Verde em sólidas bases. Uma acção que reforça os desígnios da descentralização, levado avante pelo Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas.”

A publicação pretende, ao mesmo tempo responder aos novos desafios da contemporaneidade, através de um trabalho que tem na sua base estimular, potenciar e fomentar o desenvolvimento das diversas manifestações artísticas, com particular foco no artesanato e no design a nível nacional, dentro da perspectiva ampla das artes visuais.

Este constitui mais um passo para o cumprimento do compromisso do Governo, através do Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas: a formalização das instituições ligadas à cultura dotado de condições técnicas e financeiras para o cumprimento da sua missão.

 

PartilheTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone

Comentário

Publicidade