Home » Actualidades » Turistas portugueses na hotelaria de Cabo Verde aumentam 9,4%

Turistas portugueses na hotelaria de Cabo Verde aumentam 9,4%

A hotelaria de Cabo Verde teve alojados +9,4% ou mais mil turistas portugueses no primeiro trimestre deste ano, que teve o benefício de Março ter sido o mês do ‘pico’ de férias da Páscoa, que em 2017 apenas foi em Abril.

Cálculos do PressTUR a partir dos dados publicado pelo INE cabo-verdiano indicam que o crescimento do número de hóspedes residentes em Portugal se concentrou em grande medida na ilha de Santiago, onde se localiza a capital do país e cujo tráfego é principalmente étnico e profissional.

Os estabelecimentos localizados em Santiago tiveram um aumento do número de hóspedes residentes em Portugal em 23% ou mil, somando 5,3 mil, o que equivale a 43,8% dos 12.190 residentes em Portugal que estiveram alojados em hotéis, pensões, pousadas, hotéis-apartamentos, aldeamentos turísticos ou residencias de Cabo Verde.

A segunda ilha mais procurada foi o Sal, que é o principal pólo turístico do país, com 3,5 mil, +1,4% ou mais cerca de 50 que há um ano, seguindo-se a Boavista, segundo principal destino de praia, com 2,1 mil, +17,7% ou mais cerca de 80 que no primeiro trimestre de 2017.

A informação do INE cabo-verdiano mostra que adicionalmente 954 turistas residentes em Portugal estiveram alojados em estabelecimentos da ilha de São Vicente, e 255 nas restantes ilhas, em ambos os casos em queda relativamente ao período homólogo de 2017, com decréscimos respectivamente em 0,8% e em 28,2%.

Portugal foi, de acordo como os mesmos dados, o 5º maior emissor internacional para Cabo Verde no primeiro trimestre (considerando Bélgica e Holanda em conjunto), cuja hotelaria teve alojados 203,5 mil turistas residentes no estrangeiro nesse período, +10,7% ou mais 19,6 mil que no período homólogo de 2017.

O Reino Unido, como habitualmente, foi o maior emissor, com 21,2% do total de turistas residentes no estrangeiro (43,16 mil), seguido pela Alemanha, com 13,1% (26,7 mil), França, com 12,9% (26,18 mil), Bélgica e Holanda, com 11,9% (24,19 mil), e Portugal, com 6% (12,19 mil).

Entre estes maiores emissores apenas França teve um ligeiro decréscimo em 0,7% no primeiro trimestre, um período em que a maior queda foi do número de turistas residentes em Itália, em 22%, para 8,5 mil.

O número de turistas residentes no Reino Unido aumentou 1,4% ou cerca de 590, da Alemanha a hotelaria cabo-verdiana teve +11,7% ou mais 2,8 mil, e de Bélgica + Holanda o aumento foi em 11,6% ou 2,5 mil. 

Portal Turismo Total

PartilheTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone

Comentário

Publicidade