Home » Actualidades » Portugal vai cooperar com Cabo Verde na dinamização do Programa Mexi Mexi

Portugal vai cooperar com Cabo Verde na dinamização do Programa Mexi Mexi

A IPDJ vai ajudar as federações dos dois países a cooperarem, no sentido de se poder ter um desporto melhor

O Presidente do Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ), Augusto Baganha, salientou esta sexta-feira que à semelhança de Cabo Verde, Portugal está neste momento, na implementação do programa de desporto para todos, numa fase já progressiva com resultados obtidos e por isso, o país de Camões vai cooperar com o nosso arquipélago na dinamização do Programa Nacional de Atividade Física “Mexi-Mexi”, no sentido de termos mais jovens e população a aderir à prática desportiva.

Augusto Baganha que se encontra em Cabo Verde para uma visita oficial de três dias fez esta declaração após a visita de cortesia feita ao Ministro do Desporto, Fernando Elísio Freire na manhã desta sexta-feira.

Para Baganha, o encontro de encontro de cortesia foi muito positivo, pois serviu para transmitir aquilo que tem sido o processo de relação entre os dois países no setor do desporto, destacando a cooperação bilateral entre o IPDJ e a DGD, particularmente a conceção e implementação do futuro Instituto Cabo-verdiano do Deporto e da Juventude (ICDJ).

De realçar que o Presidente do IPDJ se encontra em Cabo Verde a convite do Diretor Geral dos Desportos, Anildo Santos, no quadro do reforço das relações entre as duas instituições e da assinatura do memorando de entendimento sobre o Plano Atividade para 2018, no que toca à cooperação entre as duas instituições, incluindo a conceptualização e implementação ICDJ.

Além da assinatura do plano de ação com a DGD, Baganha adiantou que a IPDJ vai ajudar as federações dos dois países a cooperarem, no sentido de se poder ter um desporto melhor nos dois países.

Aquele dirigente considera que um país como Cabo Verde, comparado com outros países, tem uma população reduzida, mas tem-se afirmado internacionalmente de uma forma muito positiva, por isso naquilo que a IPDJ poder apoiar, “fazemo-lo com todo o gosto”.

O referido plano de ação, conforme adiantou Baganha, versa as questões mais transversais que se prendem com a própria organização do desporto em termos da legislação, da gestão desportivas e de eventos ligados ao setor, a medicina desportiva, a dopagem, a ética, entre outros.

Estes componentes que fazem parte do plano de ação vão fazer com que a organização desportiva seja melhor e nos componentes que tem a ver com a prática desportiva, o Presidente do IPDJ avançou que a instituição que dirige, juntamente com DGD irão trabalhar para que as diferentes federações possam estabelecer os seus planos de cooperação.

Refira-se que, conforme adiantou o Diretor Geral do Desporto, Anildo Santos, o estudo de viabilidade e conceitualização do Instituto Cabo-verdiano do Desporto e da Juventude, a cargo da empresa de consultoria A STEM Lda. está em curso e brevemente deverá estar em condições de se fazer a sua apresentação pública.

PartilheTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone

Comentário

Publicidade