Home » Actualidades » Municípios esperançados na ampliação do porto do Porto Novo no âmbito da Zona Económica Especial de São Vicente

Municípios esperançados na ampliação do porto do Porto Novo no âmbito da Zona Económica Especial de São Vicente

Uma equipa técnica, formada por especialistas chineses e cabo-verdianos, está a preparar, nesta altura, a primeira fase de planeamento da ZEEEM de São Vicente.

Os municípios santantonenses esperam que ampliação do porto do Porto Novo seja contemplada no quadro do projecto de criação da Zona Económica Especial da Economia Marítima (ZEEEM) em São Vicente, que começará a ser implementado em Setembro.

Os autarcas em Santo Antão defendem que a extensão do porto do Porto Novo, para permitir a ilha de Santo Antão receber navios de cruzeiros, é um dos “projectos complementares” que podem servir os objectivos da ZEEEM em São Vicente.

Nos encontros já mantidos entre a equipa de especialistas, envolvida na elaboração dos estudos de viabilidade da ZEEEM em São Vicente, e os municípios de Santo Antão, tem-se analisado os projectos previstos para a “ilha das montadas” que podem ser complementares.

Os “compromissos” assumidos com Santo Antão pelo Governo, ao longo deste mandato, afiguram-se a segunda fase do caís do Porto Novo e o aeroporto de Santo Antão.

Para o presidente da Câmara Municipal do Porto Novo, Aníbal Fonseca, o projecto de criação da ZEEEM em São Vicente tem, “claramente, complementaridade com Santo Antão, especialmente com Porto Novo”, concelho com “uma forte relação” com a ilha vizinha.

Aliás, a criação desta zona económica especial é vista, pelos municípios de Santo Antão, como sendo “um projecto muito importante”, não só para esta ilha, mas também para toda a região Norte do arquipélago.

A requalificação da orla marítima da cidade do Porto Novo é outro projecto a se ter em conta no quadro da criação dessa ZEEEM, segundo ainda o autarca porto-novense, indicando que o seu concelho ainda tem “uma grande extensão de costa” que pode, também, ser aproveitada para a actividade económica.

Uma equipa técnica, formada por especialistas chineses e cabo-verdianos, está a preparar, nesta altura, a primeira fase de planeamento da ZEEEM de São Vicente.

O Governo espera que, a partir de Setembro, as condições já estarão reunidas para passar então à fase de implementação deste projecto, que deverá abranger sectores como estaleiros navais, portos, refinaria e turismo.

Inforpress

PartilheTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone

Comentário

Publicidade