Home » Actualidades » Governo tem em elaboração plano para pôr cobro à insegurança dos turistas 

Governo tem em elaboração plano para pôr cobro à insegurança dos turistas 

O referido plano, conforme explicou Paulo Rocha, inclui um programa de reforço de efectivos para a Boa Vista e para o Sal

O ministro da Administração Interna anunciou hoje que o Governo tem em elaboração um plano de segurança para pôr cobro à insegurança dos turistas registada ultimamente, sobretudo nas ilhas da Boa Vista e do Sal.

Paulo Rocha que fez este anúncio em declarações à imprensa na Cidade da Praia ao ser instado pelos jornalistas sobre a onda de insegurança que se tem registado, principalmente nas duas ilhas mais turísticas do país, explicou que o plano não abrange só a segurança dos turistas.

Para ele, os locais de atracção turística têm impactos nas pessoas que ali residem, realçando que os pontos de atracção turística “também atraem, infelizmente, o crime”, e que a polícia tem que estar num processo contínuo da adaptação e no esforço de prevenção, assim como tem que estar apta para dar respostas quando não consegue resultados positivos com a prevenção.

“Estamos a falar, particularmente, do Sal e da Boa Vista, sendo que para além do ponto de vista de orientação turística, este plano também envolve outras questões que não têm a ver somente com a ordem pública, para além daquilo que são medidas operacionais da Polícia Nacional”, frisou.

O referido plano, conforme explicou Paulo Rocha, inclui um programa de reforço de efectivos para a Boa Vista e para o Sal, sem esquecer o reforço dos meios operacionais (viaturas) que já foi feito, ao lado da mobilização de outros meios materiais que já estão a chegar.

Entretanto, o ministro da Administração Interna reconheceu que agora é necessário o “reforço da estratégia” e de um conjunto de medidas do ponto de vista operacional para que o plano posa funcionar na sua plenitude, sublinhando que o projecto “cidade segura” que inclui a implementação do sistema de videovigilância é uma outra medida que vai abranger as cidades das duas ilhas, também.

O Governo pretende reduzir em 30% a criminalidade em Cabo Verde com o projecto “cidade segura”, cuja primeira fase devia ser implementada a partir de Janeiro de 2018, na Cidade da Praia, para depois passar para as ilhas de São Vicente, Sal e Boa Vista.

O projecto orçado em 4,5 milhões de dólares contempla a construção de um Centro de Comando Operacional (CCO), a instalação do sistema de videovigilância urbana, a instalação de um sistema de alerta inteligente e de comunicação operacional integrado.

Inforpress

PartilheTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone

Comentário

Publicidade