Home » Actualidades » Ministro das Finanças participa nas reuniões da Assembleia da Primavera do FMI e do BM

Ministro das Finanças participa nas reuniões da Assembleia da Primavera do FMI e do BM

Olavo Correia informou ainda que vai assinar acordos para financiamento de três “importantes” projectos, nomeadamente, o terminal de cruzeiros de São Vicente

O ministro das Finanças participa de 16 a 22 de Abril nas assembleias da Primavera do Fundo Monetário Internacional (FMI) e do Banco Mundial (BM), a ter lugar em Washington, Estado Unidos da América (EUA).

Olavo Correia revelou essa informação hoje à imprensa depois de presidir à abertura da “Jornada da Voz” , promovida pelo Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas, através da Cesária Évora Academia de Artes, sob o lema “Nu bem kuida di nôs Voz” (Cuida da tua voz), na Cidade da Praia, no âmbito do Dia Mundial da Voz, assinalado a 16 de Abril.

Segundo o vice-primeiro-ministro,  que parte hoje para os EUA, o encontro em Washington é mais uma oportunidade para o Governo continuar a reforçar os contactos bilaterais com os principais parceiros de desenvolvimento, assim como estabelecer novas parcerias estratégicas.

“Vamos discutir a agenda mundial, mas também analisar o quadro macro-económico em Cabo Verde e os projectos que estão em curso, não só com o FMI e o Banco Mundial, mas também com outros parceiros”, explicou o vice-primeiro-ministro, frisando que a ideia é convergir parte da dívida do arquipélago em investimentos concretos,  nos sectores estruturantes que garantam a sustentabilidade da economia do arquipélago.

As assembleias da Primavera do BM/FMI reúnem ministros das Finanças e governadores dos bancos centrais dos 188 países, executivos de instituições financeiras internacionais, do sector privado, representantes de organizações da sociedade civil e académicos, visando debater questões de importância económica global, bem como temas específicos que fazem parte da agenda económica global.

Na sua estada na terra do Tio Sam, Olavo Correia informou ainda que vai assinar acordos para financiamento de três “importantes” projectos, nomeadamente, o terminal de cruzeiros de São Vicente, o projecto de saneamento do Porto Novo e o da bacia hidrográfica em São João Batista, na Cidade Velha.

No âmbito dessa sua deslocação aos Estado Unidos da América, Olavo Correia vai também apresentar à diáspora aos  parceiros do desenvolvimento de Cabo Verde, o Plano Estratégico de Desenvolvimento Sustentável de Cabo Verde (PEDS) 2017-2021.

“Vamos realizar várias mesas redondas temáticas no âmbito do PEDS e pensamos até ao final do ano realizar uma mesa redonda geral. Por isso, vamos aproveitar essa oportunidade para termos os primeiros encontros, ouvir os parceiros para que possamos depois construir uma agenda para a mudança daquilo que tem que ser feito em Cabo Verde”, indicou.

Neste sentido, a primeira apresentação terá lugar no consulado geral de Cabo Verde em Boston, a 16 de Abril, no qual o governante vai abordar as grandes linhas do plano, as oportunidades de investimento em Cabo Verde e como a diáspora cabo-verdiana poderá participar no processo de desenvolvimento do país.

Para o dia 19 de Abril, está agendada a segunda apresentação do documento, desta vez para os parceiros do desenvolvimento de Cabo Verde e potenciais novos parceiros a ter lugar em Washington, com o objectivo de atrair investimentos para a edificação do PEDS, que está estimada em 400 milhões de contos.

O PEDS, que está alinhado com os Objectivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), é uma descrição de programas sectoriais e de políticas macro-económicas estruturais e sociais do país para um período de médio e longo prazo, visando promover um desenvolvimento sustentável de Cabo Verde.

Olavo Correia  vai estar acompanhado nesta deslocação aos EUA do secretário do Estado Adjunto para as Finanças, Gilberto Barros, e da directora nacional de Plano, Carla Cruz.

Inforpress

PartilheTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone

Comentário

Publicidade