Home » Actualidades » Angola: General Fernando Miala é o novo chefe das “Secretas”

Angola: General Fernando Miala é o novo chefe das “Secretas”

O agora nomeado chegou a ser condenado a quatro anos de prisão, durante a presidência de Eduardo dos Santos, por alegado crime de insubordinação.  

O presidente de Angola, João Lourenço, empossou ao general Fernando Garcia Miala – que chegou a ser condenado a quatro anos de prisão durante a presidência de Eduardo dos Santos, por alegado crime de insubordinação –, no cargo de chefe do Serviço de Inteligência e Segurança do Estado (SINSE). Fernando Miala foi promovido de tenente-general ao grau de general.

O novo chefe do SINSE substitui o comissário Eduardo Filomeno Octávio.

Segundo João Lourenço, a experiência deste responsável militar, que já havia exercido o cargo há anos atrás, vai contribuir para a melhoria da eficácia do trabalho dos serviços de inteligência.

Durante a presidência de José Eduardo dos Santos,  Miala, antigo director dos Serviços de Inteligência Externa de Angola, foi condenado, a 20 de Setembro de 2007, a quatro anos de prisão efectiva pelo Supremo Tribunal Militar (STM), pelo crime de insubordinação, tendo cumprido a pena, noticiou a Lusa.

Três outros colaboradores de Fernando Miala foram condenados a dois anos e seis meses de prisão efectiva.

Miala foi acusado de crime de insubordinação, por, alegadamente, não ter comparecido numa cerimónia de desgraduação no Estado-Maior General das Forças Armadas Angolanas, presidida pelo general Francisco Furtado.

O novo chefe dos serviços secretos foi, também, acusado de interferir nas missões da escolta do Chefe de Estado, de realizar escutas não-autorizadas, do furto de aparelhos de escuta, e de se envolver em relações “promíscuas” com jornalistas.

PartilheTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone

Comentário

Publicidade