Home » Actualidades » Cabo Verde interessado em reforçar cooperação com Cuba

Cabo Verde interessado em reforçar cooperação com Cuba

Jorge Carlos Fonseca adiantou que a cooperação na área da saúde entre os dois países deverá ser "reponderada"

O Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca, disse esta segunda-feira, que Cabo Verde quer reforçar a cooperação com Cuba, nomeadamente na área da saúde, admitindo, contudo, necessidade de repensar alguns modelos.

“Cabo Verde continua a ter todo o interesse em manter, reforçar e alargar a cooperação com Cuba, mesmo que tenhamos que reavaliar, repensar e recriar modalidades de cooperação. Há áreas que são importantes ainda hoje e no futuro, como a cooperação na área da saúde”, disse Jorge Carlos Fonseca.

O chefe de Estado falava hoje, na cidade da Praia, numa declaração conjunta e sem direito a perguntas dos jornalistas com a vice-presidente do Conselho de Estado de Cuba, Mercedes López Acea, que hoje iniciou uma visita de dois dias ao arquipélago.

Jorge Carlos Fonseca adiantou que a cooperação na área da saúde entre os dois países deverá ser “reponderada”, ainda este ano, por ocasião de uma visita do ministro da Saúde e Segurança Social cabo-verdiano, Arlindo do Rosário, a Cuba.

“Altura em que muito provavelmente serão apreciados os termos do acordo de cooperação nessa área”, disse, adiantando estar igualmente prevista uma deslocação à ilha do ministro dos Negócios Estrangeiros e Comunidades cabo-verdiano, Luís Filipe Tavares.

A cooperação entre Cabo Verde e Cuba na área da saúde remonta a 1976, tendo, desde então, passado pelo arquipélago centenas de médicos cubanos de praticamente todas as especialidades.

Jorge Carlos Fonseca, que em dezembro de 2015 fez uma visita de Estado a Cuba, sublinhou o “longo percurso de solidariedade” entre os dois países, que remonta aos dias da luta da Independência de Cabo Verde, considerando a “cooperação cubana muito relevante para a construção do Estado de Cabo Verde”.

“Esta visita contribuirá para o reforço das relações de amizade e cooperação entre os dois países, que continuarão a ser amigos e parceiros solidários”, reforçou.

Por seu lado, a vice-presidente do Conselho de Estado de Cuba, Mercedes López Acea, lembrou que as relações entre os dois países foram forjadas pelo compromisso com a luta pela Independência e pela amizade entre os líderes históricos dos dois países: Amílcar Cabral e Fidel Castro.

“Esse legado de luta pela defesa dos sonhos de independência e de desenvolvimento tem reflexo nas relações bilaterais entre os dois países. As relações bilaterais atravessam um momento favorável e estão de muito boa saúde”, considerou.

Mercedes López Acea agradeceu também o “apoio constante” de Cabo Verde a Cuba na defesa do fim do bloqueio dos Estados Unidos da América ao país e reafirmou o “compromisso de desenvolver e fazer avançar” as relações históricas entre os dois países.

“Esta visita tem precisamente essa missão”, disse.

Mercedes López Acea manifestou a abertura de Cuba para rever a cooperação em matéria de saúde, nomeadamente na área de produção de medicamentos, e apontou a cultura, o turismo e a agricultura como outros campos para o reforço da parceria.

Durante a visita a Cabo Verde, Mercedes López Acea manterá ainda encontros com o primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, o presidente da Assembleia Nacional, Jorge Santos, bem como com membros da comunidade cubana na cidade da Praia.

Lusa

PartilheTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone

Comentário

Publicidade