Home » Mundo » Tunísia: Sindicato de jornalistas critica violência contra protestos sociais 

Tunísia: Sindicato de jornalistas critica violência contra protestos sociais 

A União convida os média a dar prova de profissionalismo e de ética profissional, evitando favorecer uma parte em detrimento da outra.

A União Nacional de Jornalistas Tunisinos condenou fortemente actos de violência e de destruição contra protestos sociais, registados nos últimos dias na Tunísia, soube a PANA de fonte official, no local.

A União reafirmou a sua determinação a defender o direito de protesto e de expressão, bem como a sua oposição a todas as tentativas de ligar este direito a actos de destruição.

O Sindicato tunisino de jornalistas lamentou a orientação feita na cobertura mediática dos eventos a favor do ponto de vista do Governo e dos serviços de segurança.

Esta orientação foi particularmente manifestada no programa “75 minutos” transmitida  pelo primeiro canal da televisão estatal, financiado pelos contribuintes, durante os quais, o convidado deu um ponto de vista susceptível de diabolizar contestações sociais, explicou a organização sindical.

A União convida os média a dar prova de profissionalismo e de ética profissional, evitando favorecer uma parte em detrimento da outra.

PartilheTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone

Comentário

Publicidade