Home » Actualidades » Governo disponibiliza 50 milhões de escudos às associações religiosas para implementação de programas junto das famílias

Governo disponibiliza 50 milhões de escudos às associações religiosas para implementação de programas junto das famílias

O acordo prevê assistência às famílias pobres chefiadas por mulheres, famílias pobres com crianças sob o seu cuidado e famílias pobres com membros com necessidades especiais.

O Governo e as Associações das Igrejas Nazarena, Católica e Adventistas assinaram nesta segunda-feira, 08, um acordo de colaboração, no valor de 50 milhões de escudos, para implementação de actividades que visam responder às demandas no âmbito do programa de emergência para a mitigação da seca e do mau ano agrícola – PEMSMAA.

O acordo, rubricado pelo ministro da Cultura e das Indústrias Criativas, Abraão Vicente, em representação do Ministério da Família e Inclusão Social, tem por objectivo, segundo o governante, minimizar o problema da falta de água em consequência da escassez de chuva, garantir a capacidade produtiva do gado e garantir o mínimo de rendimento das famílias afectadas pelo mau ano agrícola.

“O valor disponível é destinado à implementação de medidas propostas durante nove meses. A finalidade é a compra de bens alimentares não perecíveis, que serão doados às famílias identificadas. Abrange comparticipação no transporte de água e acções de educação e sensibilização para gestão de recursos disponíveis e disponibilizados”, disse.

De acordo com Abraão Vicente, o acordo, além de disponibilizar verbas para apoiar famílias necessitadas e afectadas pela seca, prevê prestação de contas para que as instituições tenham a responsabilidade de mostrar que implementaram e deram bom uso ao financiamento.

O acordo de colaboração assinado entre as organizações religiosas de solidariedade Social: Liga Nazarena de Solidariedade, Cáritas Cabo-verdiana, Associação das Igrejas Adventistas do Sétimo Dia e o Governo prevê assistência às famílias pobres chefiadas por mulheres, famílias pobres com crianças sob o seu cuidado e famílias pobres com membros com necessidades especiais.

O montante disponibilizado, refere o protocolo, será disponibilizado mediante a celebração do acordo e a apresentação do Plano detalhado de trabalho por parte das entidades envolvidas.

É também da responsabilidade das instituições parceiras a apresentação, a meio percurso da excussão das actividades, de um relatório detalhado com o número de famílias abrangidas, actividades realizadas e demais indicadores julgados pertinentes para a determinação do desempenho do PEMSMAA.

PartilheTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone

Comentário

Publicidade