Home » Actualidades » Número de turistas em Santo Antão deverá triplicar esta época alta

Número de turistas em Santo Antão deverá triplicar esta época alta

Em Fevereiro de 2018 deverá ser criada a Associação de Turismo de Santo Antão.

O ano turístico em Santo Antão está a decorrer de forma muito positiva, admitindo-se que o número de turistas deverá eventualmente ultrapassar o triplo do número do ano passado.
Esta foi uma das conclusões saídas do encontro entre o presidente da Câmara de Turismo de Santiago (CTS) e uma delegação delegação de vereadores e técnicos dos três concelhos da ilha de Santo Antão, que no final desta semana estiveram em visita de trabalho à cidade da Praia.
Segundo Eugénio Inocêncio da CTSNo ano turístico passado chegaram à ilha de Santo Antão 21 mil turistas. “Este crescimento está a ser acompanhado da oferta de novos produtos, nomeadamente ligados ao mar, como por exemplo o mergulho. Além da satisfação pelo crescimento do turismo na ilha, os integrantes do grupo evidenciaram a necessidade da elaboração de um pensamento estratégico para a ilha, como forma de se evitar os erros cometidos noutros sítios”, avançou.

O encontro serviu ainda para se acertar uma estratégia de conclusão do processo de criação da Associação de Turismo de Santo Antão, o que devrá acontecer na primeira semana de Fevereiro de 2018.

De regresso a Santo Antão, depois do encontro, este grupo irá funcionar como uma task force, reactivando os contactos anteriores, de modo a seleccionar um núcleo duro de quinze empresários, dos três concelhos, para que depois em Fevereiro se possa constituir, em Assembleia Geral, a Associação de Turismo de Santo Antão.
De acordo com informações avançadas por Eugênio Inocêncio, a vinda desta delegação de Santo Antão a Santiago destinou-se a participar numa intensa semana de balanço do programa das Plataformas Locais, envolvendo oito municípios piloto, os três de Santo Antão, os três do Fogo, e dois dos nove de Santiago, o da Ribeira Grande de Santiago (Cidade Velha) e o de São Salvador do Mundo (Picos).
“Tive o prazer de participar em parte deste evento e pude constatar a convergência substantiva entre o que a CTCV e as Associações de Turismo estão a fazer e este programa. O programa é financiado pela cooperação luxemburguesa e orientada pelo PNUD e o Gabinete do Primeiro-Ministro”.
A Câmara do Turismo tem estado a criar várias Associações de Turismo regionais, como associadas da CTCV, de forma a trabalharem as especificidades de cada região/ilha de acordo com o segmento de turismo mais vocacionado para cada uma.
GC
PartilheTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone

Comentário

Publicidade