Home » Actualidades » União Europeia pondera incluir Cabo Verde na lista negra paraísos fiscais

União Europeia pondera incluir Cabo Verde na lista negra paraísos fiscais

A Comissão Europeia considera que só a ameaça da lista pode constituir um incentivo para que os países adaptem os seus sistemas fiscais aos padrões europeus devido a questões de reputação.

Cabo Verde está num grupo de 11 países que a União Europeia (UE) pondera incluir na lista negra de paraísos fiscais, correndo o risco de ser sancionado por não ter ajustado os seus padrões fiscais aos da comunidade europeia.

Correia do Sul, Panamá, Tunísia, Emirados Árabes Unidos, Barbados, Granada, Macau, Ilhas Marshall, Palau e Santa Lúcia, integram também essa lista de países na mira de Bruxelas.

A notícia é avançada pelo Jornal Económico, que cita um documento de propostas que a Bloomberg teve acesso e que foi submetido à apreciação dos ministros das Finanças da UE. A proposta deverá ter “luz verde” na reunião desta terça-feira do Eurogrupo, que discutirá a lista negra de países não cooperantes.

A Comissão Europeia considera que só a ameaça da lista pode constituir um incentivo para que os países adaptem os seus sistemas fiscais aos padrões europeus devido a questões de reputação.

Segundo a Bloomberg, esta lista final de 11 estados é o resultado de meses de triagem em dezenas de países e territórios, entre os quais os 28 membros da União Europeia e várias jurisdições em todo o mundo e Bruxelas pretende actualizá-la, pelo menos, uma vez por ano.

Na sequência de mais esforços de combate à evasão fiscal na UE, os países que assumiram em matéria de transparência fiscal com a comissão Europeia, estarão sujeitos a um acompanhamento atento no próximo ano.

PartilheTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone

Comentário

Notícias Relacionadas

Classificados