Home » Actualidades » Guterres “horrorizado” com escravatura de migrantes na Líbia

Guterres “horrorizado” com escravatura de migrantes na Líbia

Secretário-geral da ONU apela “a todas as autoridades competentes que investiguem estas actividades sem demora, para levar os responsáveis perante a justiça”.

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, está “horrorizado” com os casos de escravatura de migrantes africanos na Líbia.

“Estou horrorizado com as notícias e imagens que mostram migrantes africanos a ser vendidos como escravos na Líbia”, afirmou esta segunda-feira o antigo primeiro-ministro português.

António Guterres apela “a todas as autoridades competentes que investiguem estas actividades sem demora, para levar os responsáveis perante a justiça”.

“A escravatura não tem lugar no nosso mundo e estas acções estão entre os mais graves abusos contra os direitos humanos e podem representar crimes contra a Humanidade”, salientou o secretário-geral das Nações Unidas.

Uma reportagem divulgada na semana passada pela CNN e pela revista “Newsweek” mostra que a crise dos migrantes e refugiados está a transformar a Líbia num mercado de escravos.

O trabalho jornalístico mostra migrantes e refugiados oriundos da África subsaariana a ser leiloados por 400 dólares (cerca de 340 euros), caso não consigam pagar o resgate exigido pelas redes de tráfico.

RR

PartilheTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone

Comentário

Classificados