Home » Actualidades » Associações precisam de 30 mil contos para criar novo roteiro turístico na região Fogo e Brava

Associações precisam de 30 mil contos para criar novo roteiro turístico na região Fogo e Brava

A Fogo Solidário “Afosol” e Copesca, da ilha do Fogo, e Brava Solidária, da ilha Brava querem um desenvolvimento turístico mais sustentável.

Três associações da região Fogo-Brava precisam de 30 mil contos para desenvolver um novo projecto de turismo comunitário sustentável, que visa gerar rendimentos e melhorar as condições de vida socioeconómicas das populações locais.

Conforme avança a Inforpress as associações são a Fogo Solidário “Afosol” e Copesca, da ilha do Fogo, e Brava Solidária, da ilha Brava.

Ainda segundo essa Agência o projecto já foi submetido à apreciação do ministro do Turismo, José Gonçalves, na perspectiva do seu financiamento através do Fundo do Turismo, mas, até agora, as associações ainda não obtiveram retorno, estando a encetar contactos com outros parceiros dentro e fora do país, incluindo Nações Unidos, onde o projecto já foi entregue.

A ideia é criar um mercado turístico para as duas ilhas, através da diversificação de produtos, incorporação de novos sítios de visitas turísticas e protecção e valorização dos ecossistemas naturais de cada ilha, em especial das tartarugas e outras espécies no ilhéu.

 

PartilheTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone

Comentário

Classificados