Home » Actualidades » Angola: PR recomenda imprensa pública a dar mais voz aos cidadãos

Angola: PR recomenda imprensa pública a dar mais voz aos cidadãos

 

O novo chefe de Estado angolano, João Lourenço, convidou a imprensa nacional pública a adequar a sua linha editorial ao actual contexto político do país, dando mais voz e espaço aos cidadãos e à sociedade civil.

Falando no acto de posse dos novos gestores dos órgãos públicos de Comunicação Social por ele nomeados na semana passada, o Presidente João Lourenço – citado pela Panapress -, disse que espera ver “uma imprensa que sirva, por via dessa linha editorial, o interesse público”.

Recomendou que os Conselhos de Administração ora empossados encontrem um ponto de equilíbrio, no sentido de satisfazerem este interesse público.

A seu ver, só com liberdade de expressão e de imprensa o país poderá caminhar para a verdadeira democracia, na medida em que são direitos consagrados na Constituição da República de Angola, e devem ser respeitados por todos.

Ciente do facto de ser tarefa difícil encontrar um ponto de equilíbrio, João Lourenço disse acreditar nas capacidades profissionais e de interpretação dos novos gestores, face ao actual momento político do país.

A esse respeito, recomendou que o canal internacional da Televisão Pública de Angola (TPA) vire a sua emissão para o mundo, ao contrário da actual política que está mais voltada para os cidadãos no exterior.

Durante o acto, o Presidente João Lourenço conferiu posse aos novos membros dos conselhos de administração da Agência Angola Press (Angop), da TPA, da Radiodifusão Nacional de Angola (RNA) e das Edições Novembro.

Esses conselhos foram nomeados por decreto presidencial, em 9 Novembro deste ano,  para um mandato de cinco anos renováveis.

PartilheTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone

Comentário

Classificados