Home » Actualidades » Ilha do Maio adota programa para mau ano agrícola

Ilha do Maio adota programa para mau ano agrícola

O Município do Maio acaba de definir o seu programa para fazer face ao mau ano agrícola.

Programa de emergência para a mitigação dos efeitos nefastos do mau ano agrícola está orçado em cerca de 45 mil contos e foi elaborado conjuntamente pela Câmara Municipal e pela Delegação do Ministério da Agricultura e Ambiente

O documento, segundo uma nota da autarquia local, contempla um conjunto de ações nos diversos povoados da ilha e visa, ao mesmo tempo, a criação de pelo menos 330 postos de emprego que segundo a Edilidade e a Delegação da Agricultura e Ambiente vai beneficiar, de forma direta, um aglomerado de cerca de 700 pessoas.

Orçado em 44 milhões e 946 mil escudos, o referido plano de emergência contempla verbas para ações de requalificação urbana e ambiental; eliminação de Prosopis Juliflora nas Ribeiras e zonas agrícolas, envolvendo a substituição de acácias por coqueiros e tamareiras em Figueira Seca e Barreiro; diques em Turril e Figueira Seca, bem como um programa que visa a reflorestação e criação de novos perímetros florestais nas zonas de Calheta, Morrinho e Cascabulho.

PartilheTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone

Comentário

Classificados