Home » Actualidades » Santiago Norte: Primeira fase do projecto Olympafrica vai estar concluída em meados de Fevereiro 2018

Santiago Norte: Primeira fase do projecto Olympafrica vai estar concluída em meados de Fevereiro 2018

O Centro Olympafrica de Cabo Verde integra nesta primeira fase um campo de futebol, pista de atletismo, biblioteca, centro de estudo, espaços de apoio para as crianças e jovens.

A primeira fase da construção do Centro Olympafrica de Cabo Verde que será erguida em Santa Cruz, Achada Fazenda (ilha de Santiago), orçado em 180 mil dólares, vai estar concluída em meados de Fevereiro de 2018.

A informação foi avançada esta terça-feira, 17, pelo presidente da Fundação Internacional Olympafrica (cofinanciadora do projecto), Alassanne Biack, no acto de lançamento da primeira pedra da construção da primeira fase do futuro centro desportivo para a juventude, que contou com presença do ministro do Desporto, Fernando Elísio Freire, o edil de Santa Cruz, Carlos Silva e a presidente do Comité Olímpico Cabo-verdiano (COC), Filomena Fortes.

O Centro Olympafrica de Cabo Verde, que vai acolher em Fevereiro de 2018 um torneio de futebol a nível dos 47 centros Olympafrica, integra nesta primeira fase  um campo de futebol, pista de atletismo, biblioteca, centro de estudo, espaços de apoio para as crianças e jovens.

Para o edil de Santa Cruz, Carlos Silva o centro vai trazer várias valências e benefícios a este município, que vai desde a inclusão dos jovens e crianças em situação de risco, promoção do desporto e educação.

O autarca disse ainda que este centro vai criar condições para as actividades geradoras de rendimento (AGR), tendo em conta que o município padece de muitas dificuldades.

Já a presidente da COC, Filomena Fortes afirmou que a organização, que comparticipa com 30 por cento (%) do financiamento, cumpriu a missão dada pela Fundação Internacional Olympafrica, sublinhando que agora está nas mãos de Santa Cruz dar continuidade ao projecto.

Presente no acto o presidente da Fundação Internacional Olympafrica, Alassanne Biack que almeja ver um campeão cabo-verdiano a sair deste centro, apelou aos jovens presentes a tirarem o maior proveito do espaço gerindo o mesmo da melhor forma.

Alassanne Biack prometeu que, se houver uma boa gestão do centro, haverá mais financiamentos no futuro.

 

C/Infopress

PartilheTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone

Comentário

Classificados