Home » Actualidades » Banco Mundial e FMI vão reforçar apoio Cabo Verde na implementação da sua agenda de reformas

Banco Mundial e FMI vão reforçar apoio Cabo Verde na implementação da sua agenda de reformas

Estas garantias foram dadas ao Ministro das Finanças de Cabo Verde, nos encontros que vem mantendo com diversos departamentos do Banco Mundial e do FMI

O Banco Mundial (BM) e o Fundo Monetário Internacional (FMI) reafirmam o interesse em continuar a apoiar Cabo Verde na implementação da sua agenda de reformas, visando o desenvolvimento do país.

Estas garantias foram dadas ao Ministro das Finanças de Cabo Verde, nos encontros que vem mantendo com diversos departamentos do Banco Mundial e do FMI, no âmbito da sua deslocação a Washington, nos Estados Unidos da América (EUA), para a edição de 2017 (de 13 a 15 de outubro) das reuniões anuais das Instituições da Bretton Woods.

Ao início desta semana, Olavo Correia esteve reunido com o Vice-Presidente do BM, Maktar Diop, que garantiu um reforço financeiro do BM a Cabo Verde, no âmbito da alocação de verbas do International Development Association (IDA) 18, para as reformas ligadas ao setor empresarial do Estado, setor financeiro e energético, para a educação e inclusão social. Neste encontro, o Ministro pôde apresentar os avanços das reformas que temos em curso no país, incluindo a decisão do atual Governo para a reestruturação da TACV, a situação macroeconómica e as perspetivas positivas para a economia de Cabo Verde.

Maktar Diop confirmou o seu interesse em visitar Cabo Verde, em dezembro deste ano, acompanhado do Administrador de Cabo Verde no BM, Seydou Bouda e equipa. Enquanto que a Country Director do BM, Louise Cord, deverá visitar Cabo Verde ainda este mês de outubro para concluir o Diagnóstico Sistemático de País (SCD), em curso, e despoletar o processo de elaboração da nova estratégia de cooperação com Cabo Verde, enquadrado nessa nova série de financiamentos.

O Fundo Monetário Internacional (FMI) também está engajado em apoiar Cabo Verde na implementação da sua agenda de reformas. Neste sentido, o FMI pretende avançar com uma missão ao nosso país, nos próximos meses, tendo a agenda de reformas no centro dessa deslocação, conforme avançou a Olavo Correia, o Chefe de Missão do FMI para Cabo Verde, Max Alier, na reunião que tiveram nesta terça-feira, em Washington.

Nesse encontro, o Ministro apresentou os últimos desenvolvimentos da situação macroeconómico de Cabo Verde, aos quais Max Alier reagiu muito positivamente.

Ainda no quadro da sua deslocação à capital norte-americana, Olavo Correia teve a oportunidade de reunir-se com o Administrador Executivo de Cabo Verde no FMI, Alexandre Tombini, onde fizeram um apanhado da relação entre o país e esta organização internacional, tendo o Administrador, também, reforçado a disponibilidade do FMI em apoiar Cabo Verde com Assistência Técnica em várias áreas.

 

PartilheTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone

Comentário

Notícias Relacionadas

Classificados