Home » Cultura » “Branku na Pretu” é o CD de estreia de Adé da Costa

“Branku na Pretu” é o CD de estreia de Adé da Costa

O CD traz várias sonoridades tradicionais e músicas contemporâneas, com influências internacionais.

“Branku na Pretu” é o primeiro álbum, a solo, de Adélcio da Costa Soares, de nome artístico Adé da Costa, 29 anos. Natural do Maio e residente nas Canárias há dez anos, o músico apresentou, recentemente, o seu disco de estreia, depois de um ano e meio a ser preparado. O CD traz várias sonoridades tradicionais e músicas contemporâneas, com influências internacionais.

Depois da sua presença no “Atlantic Music Expo” (AME) 2017, onde “as críticas foram bastante positivas”, sendo destacado como um dos artistas revelação desse ano, Adé da Costa apresentou, no dia 20 Setembro, o seu primeiro álbum a solo, intitulado “Branku na Pretu”. O disco, de dez faixas, levou mais de um ano e meio a ser concretizado.

“Branku na Pretu” traz várias sonoridades tradicionais e músicas contemporâneas, com influencias internacionais. “Apresento estilo e ritmos peculiares, já que a minha banda é cem por cento estrangeira, mas sem nunca perder a essência da nossa música”, garante Adé da Costa, ao Jornal A NAÇÃO, realçando que “este álbum é o concretizar de um sonho”, que acalenta de criança.

É um disco com influências internacionais, mas Adé da Costa sustenta que “é um trabalho sobretudo tradicional, retratando vivências e estórias quotidianas” do Maio, sua ilha-natal. “Tentei trazer as minha vivências, desde as minhas primeiras andanças no mundo da música, no Maio, através da banda ‘Free Times’. Este disco apresenta mornas e baladas, tudo num estilo próprio, a nível de sonoridades. Aportei algo mais à nossa música, mas sem perder a sua essência”, revela, notando que, também, compôs músicas urbanas, com estilo acústico.

Primeira apresentação

A primeira apresentação ao vivo de “Branku na Pretu”, após o lançamento do CD físico oficial, aconteceu no dia 20 de Setembro, no Teatro Guiniguada, em Las Palmas, Canárias, num evento que o governo espanhol promove para autores canários e/ou residentes. Adé da Costa foi seleccionado como músico-residente.

No passado 29 de Março, por ocasião do Dia da Mulher Cabo-Verdiana, Adé da Costa lançou no “Youtube”, o seu primeiro “single”:  “Ka bu Txora Mama”, que “foi bem aceite pela crítica” nacional e internacional.

O “video-clip” já tem mais de seis mil visualizações no  “Youtube”.

Em Abril passado, Adé da Costa actuou no AME’2017, na Cidade da Praia.

Expectativas

Segundo o artista maiense, as expectativas “são grandes” e está a preparar, para antes do final do ano, a apresentação do seu CD em algumas ilhas de Cabo Verde.

A sua inspiração, a nível tradicional, vem de Ildo Lobo, “como figura máxima”, a par de Mayra Andrade e Tcheka. O músico brasileiro Djavan é a sua maior influência internacional.

Adé da Costa nasceu na então Vila do Porto Inglês – a Capital da Ilha do Maio. Começou “a tocar guitarra, aos 12 anos”, e, desde então, tem-se aventurado pelo mundo da música.

Em Fevereiro de 2007 mudou-se para Tenerife, nas Ilhas Canárias, para continuar os seus estudos e foi ali que começou a dar os primeiros passos, “mais a sério”, na música.

ACN

PartilheTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone

Comentário

Classificados