Home » Actualidades » Ministro da agricultura quer que agricultores sanvicentinos façam “escolhas mais inteligentes”

Ministro da agricultura quer que agricultores sanvicentinos façam “escolhas mais inteligentes”

“Precisa-se definir uma boa estratégia e as prioridades, as culturas que se quer desenvolver bem e onde, e organizar a produção e o mercado”, concretizou o governante

 

O ministro da Agricultura e Ambiente desafiou os agricultores de São Vicente a optarem por “escolhas mais inteligentes” e, assim, retirarem “melhor proveito” das potencialidades agrícolas existentes na ilha.

Para além das potencialidades no domínio da pecuária, São Vicente, segundo a mesma fonte, tem neste momento disponível cerca de 1.500 metros cúbicos/dia de água residual tratada.

“Precisa definir uma boa estratégia e as prioridades, as culturas que se quer desenvolver bem e onde, e organizar a produção e o mercado”, concretizou o governante, que apelou aos pequenos agricultores para se juntarem na organização e valorização da produção, no transporte e na comercialização dos seus produtos.

O ministro fez referência, por outro lado, ao lançamento do projecto de utilização sem riscos de águas residuais na agricultura, que classificou de “grande importância” para a ilha de São Vicente, para a segurança sanitária dos alimentos produzidos “Este projecto vai trazer resultados muito concretos e é fruto da cooperação”, precisou Gilberto Lima, para quem, da parte do Governo, o maior desafio continua a ser o rendimento e o aumento do emprego no sector agrário.

Muitos desafios que também podem produzir resultados no programa Fome Zero.“Tudo isto demanda dos países uma política e uma estratégia voltadas para a sustentabilidade, para o aumento da produtividade, da produção e do rendimento para as famílias e uma ligação muito forte com os demais sectores do desenvolvimento económico”, acrescentou Gilberto Silva.

Por isso, o governante advogou que, sendo o turismo um dos pilares essenciais do desenvolvimento económico do país, o sector agrário “tem o dever de contribuir de forma muito mais forte” para tirar proveito do desenvolvimento turístico” sentenciou aquele Governante que falava à margem do fórum “Desafios e perspectivas do desenvolvimento agrário em São Vicente”, realizado nesta quarta-feira.

LN c/ Inforpress

PartilheTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone

Comentário

Classificados