Home » Política » JpD responde críticas da JPAI sobre o programa de habitação para jovens

JpD responde críticas da JPAI sobre o programa de habitação para jovens

A JpD diz estar a repor a verdade

 

A Juventude para a Democracia (JpD) veio a público, esta quarta-feira, 06, responder as críticas feitas, na segunda-feira, 04, pela Juventude para o PAICV (JPAI) à autarquia praiense, com relação ao programa de habitação para jovens, na capital.

 

A JpD, naquilo que classifica de “reposição da verdade”, diz não entender como “ainda existem juventudes partidárias que estão na política de uma forma tão desleal, mentindo descaradamente”. “A JPAI que esteve muda e calada nos últimos 7 anos, tem estado, agora, a utilizar do tempo de antena que lhe é dada para espalhar inverdades, com o intuito confundir a opinião dos jovens”, começa por dizer Alexandro Almeida, membro do conselho diretivo da JpD.

 

Relativamente aos terrenos na cidade da Praia, explica, são atribuídos de forma “transparente”, respeitando, “escrupulosamente”, as leis da república, “ao contrário do que acontecia nos tempos de má memória do PAICV”.

 

Quanto a bonificação dos juros na aquisição de habitação própria por parte dos jovens, prossegue, “convém esclarecer que foi este governo que retomou estas medidas, retiradas de forma abusiva pelo anterior governo, com anuência da JPAI, que não piou uma única palavra na altura”. E questiona: “Será por medo”?

 

Tratando-se dos jovens praienses, esses, explica Alexandre Almeida, “beneficiam atualmente de um conjunto de obras e espaços de lazer urbanos gratuitos”, dos quais, “ginásios ao ar livre, praças digitais com Wifi grátis e campos relvados”, que outrora, diz, “viam apenas na televisão”, o que, a seu ver,  “além de contribuir para melhoria das condições de vida dos jovens, diminui o custo de vida na cidade da Praia e não só”.

 

Para finalizar, a JpD faz saber que, a par de tudo isso, houve, ainda, um aumento do número de vagas para a formação no exterior, bem como parcerias com universidades nacionais, com vista a redução das propinas em 50%.

 

“Os Praienses não merecem ser enganados! Queremos verdade na política!”, finaliza.

JN

PartilheTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone

Comentário

Classificados