Home » Mundo » Timor-Leste: CNRT vai ser “oposição construtiva”

Timor-Leste: CNRT vai ser “oposição construtiva”

A composição do Governo deverá ser conhecida nos finais de Agosto, e a tomada de posse deverá ocorrer nos primeiros dez dias de Setembro.

O CNRT (Congresso Nacional da Reconstrução Timorense), segundo partido timorense, vai ser uma “oposição construtiva” no Parlamento Nacional, onde apoiará a próxima coligação de Governo, liderada pela Fretilin (Frente Revolucionária do Timor-Leste Independente), em assuntos de interesse nacional e de Estado, garantiram os líderes dos dois partidos.

“O CNRT tomou a decisão de ser uma oposição construtiva, mas, também, foi dada a garantia de que em assuntos de interesse nacional e de Estado apoiarão o Governo para garantir a estabilidade. A Fretilin respeita a decisão, num princípio de incidência parlamentar, a bem do futuro do país”, disse aos jornalistas o secretário-geral da Fretilin, Mari Alkatiri, citado pela Lusa.

Xanana Gusmão, presidente do CNRT, saudou o facto da Fretilin respeitar a decisão do seu partido se manter na oposição.

Mari Alkatiri e Xanana Gusmão falavam aos jornalistas depois de uma reunião de cerca de 80 minutos de delegações dos dois partidos mais votados nas legislativas, a Fretilin e o CNRT.

Alkatiri confirmou que os três partidos que vão formar a coligação de governação – Fretilin, Partido Libertação Popular (PLP) e Kmanek Haburas Unidade Nacional Timor Oan (KHUNTO) – decidiram já, em conjunto, que Xanana Gusmão e a sua equipa continuarão a liderar as negociações com a Austrália sobre fronteiras marítimas.

Questionado pela Lusa sobre receios de que militantes ou apoiantes do CNRT que estão na Administração Pública possam fazer bloqueio à acção da coligação de Governo, Xanana Gusmão garantiu que o partido estará atento a essa questão.

Questionados sobre o facto do resultado eleitoral – os dois partidos tiveram uma diferença de menos de 0,3 pontos percentuais – ter sido aceite por todos sem qualquer polémica, ambos reiteraram o seu empenho na estabilidade.

Mari Alkatiri e Xanana Gusmão encontraram-se, pela primeira vez, desde as eleições de 22 de Julho, na passada segunda-feira, 14, num encontro convocado pelo Presidente da República, Francisco Guterres Lu-Olo, que decorreu sem imagens ou declarações aos jornalistas, que foram impedidos de entrar no complexo da Presidência.

A composição do Governo deverá ser conhecida nos finais de Agosto, e a tomada de posse deverá ocorrer nos primeiros dez dias de Setembro.

PartilheTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone

Comentário

Classificados