Home » Actualidades » PAICV diz que estratégia de governação da Câmara da Ribeira Grande de Santiago visa beneficiar apenas os votaram no MpD

PAICV diz que estratégia de governação da Câmara da Ribeira Grande de Santiago visa beneficiar apenas os votaram no MpD

“As pessoas de Ribeira Grande não merecem um governo local que discrimina e persegue os munícipes”, concluiu o líder da bancada “tambarina”.

O líder da bancada do PAICV (oposição) da Ribeira Grande de Santiago disse esta quinta-feira, 17, que a estratégia de governação da câmara local “visa beneficiar apenas aos cidadãos que votaram no MpD.

Segundo o líder da bancada municipal do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV), Franklin Ramos, a posição assumida pelos colegas da bancada do Movimento para a Democracia (MpD-poder) representa um “duro golpe para a democracia e põe em causa os mais elementares princípios de um Estado de Direito Democrático”.

Franklin Ramos fez estas declarações durante uma conferência de imprensa para reagir à decisão do presidente da Câmara Municipal da Ribeira Grande de Santiago, Manuel de Pina, de desprofissionalizar o vereador Apolinário das Neves.

Segundo ele, os eleitos da bancada do MpD enviaram uma carta ao edil da Ribeira Grande de Santiago denunciando a entrega de uma obra que um elemento afecto ao PAICV “ganhou por concurso” e que “ameaçaram o presidente da câmara que, caso não desprofissionalizasse o vereador Apolinário das Neves, deixaria de ter confiança” da parte deles e “que não iriam aprovar nenhum documento apresentado” pela edilidade.

“Mas a questão de fundo é bem outra. Tem a ver com a forma familiar de como o poder local vem sendo exercido na Ribeira Grande de Santiago, pelo presidente Manuel de Pina e com as disputas internas, naquele concelho”, acusam os eleitos do PAICV.

De acordo com os eleitos do partido da “estrela negra”, na Ribeira Grande de Santiago, “tudo é feito em função da cor política dos munícipes” e citam um trecho da carta que os representantes do MpD na Assembleia Municipal enviaram a Manuel de Pina, dizendo que o vereador ora desprofissionalizado andava a “favorecer munícipes afectos ao PAICV, como o caso da atribuição de uma obra a um deputado municipal do PAICV, o que consideramos desrespeitoso”.

“As pessoas de Ribeira Grande não merecem um governo local que discrimina e persegue os munícipes”, concluiu o líder da bancada “tambarina”.

Infopress

PartilheTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone

Comentário

Classificados