Home » Fogo » São Filipe: Sobrado interditado pela Câmara por perigo de desabamento continua funcional

São Filipe: Sobrado interditado pela Câmara por perigo de desabamento continua funcional

Actualmente, alberga duas tabernas, residências, oficina de carpintaria e um pequeno estabelecimento comercial de bijutaria e posto de telefone.

O sobrado situado no centro histórico de São Filipe, com sinais de ruir a qualquer momento, continua a ser ocupado para comércio, quase um mês e meio depois da edilidade ter decidido pela sua vedação.

A 20 de Junho, o edil, Jorge Nogueira, em declarações à Inforpress, afirmara que a inspeção técnica realizada em finais do ano passado pelo Gabinete Técnico, juntamente com o Serviço de Proteção Civil e Serviço de Saúde, recomendou a sua desabilitação devido ao estado de degradação e, por isso, deixaria de ser utilizado como residência de uma família e pequenas lojas que diariamente concentram dezenas de pessoas.

Na sequência, a Câmara, segundo o edil sanfilipense, emitiu uma ordem para que as pessoas deixassem o prédio, reconhecendo que houve algum “deixar passar”, por parte da própria autarquia, que notificou as pessoas para deixarem o espaço.

Na altura, Jorge Nogueira avançou que a família que habitava o espaço já tinha saído do local e que, a partir de 20 de Junho, os comerciantes tinham de desocupar o espaço, o que ainda não aconteceu e, no período de manhã, as tabernas concentram um número significativo de clientes.

O próprio edil tinha garantido de que os utilizadores da parte comercial requereram mais três meses para permanecer no espaço, pedido, que segundo o mesmo, foi indeferido, sendo assim o prédio estaria vedado desde 20 de Junho.

Jorge Nogueira garantira, na altura, que a vedação do espaço seria alargada à parte da via pública por causa de uma eventual queda do piso superior do sobrado na própria via pública de modo a garantir a segurança de pessoas.

Devido ao estado avançado de degradação e com o aproximar de período de chuvas o sobrado corre o risco de cair a qualquer momento podendo ter consequências imprevisíveis, sobretudo se ocorrer durante o primeiro período do dia, altura em que a azáfama é maior.

A inspecção do sobrado foi requerida pelos proprietários do imóvel, com carácter de urgência, visando a sua possível interdição deste edifício emblemático do centro histórico da cidade de São Filipe.

Construído nos meados de 1930, este sobrado, situado a escassos metros do Mercado Municipal, ostentando uma arquitectura angular, comporta três pisos que evidenciam, nitidamente, sinais de degradação provocados pelo passar dos anos sem o necessário restauro.

Actualmente, alberga duas tabernas, residências, oficina de carpintaria e um pequeno estabelecimento comercial de bijutaria e posto de telefone.

Na fachada principal do sobrado é visível o estado de degradação, e pessoas mais prudentes temem passar por perto, mas, os seus ocupantes continuam tranquilamente instalados, e ao que tudo indica, conscientes do risco, ignorando a situação precária em que se encontra o edifício.

Inforpress

PartilheTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone

Comentário

Classificados